Mercado fechado

ANP autoriza chamada pública para alocação de capacidade de gasoduto Brasil-Bolívia

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou a realização da chamada pública para alocação de capacidade do Gasoduto Bolívia-Brasil (Gasbol), tendo em vista a concretização de renúncia de capacidade feita pela Petrobras, informou a autarquia em nota nesta sexta-feira.

Será oferecida ao mercado a contratação de 10,08 milhões de m3/dia no ponto de entrada de Mutum e a totalidade da capacidade de cada uma das zonas de saída.

A nova chamada pública foi possível graças a apresentação feita pela Petrobras do termo de renúncia da capacidade de transporte, após assinar novo aditivo ao contrato de suprimento de gás natural com a boliviana YPFB, no início de março, informou a agência.

No acordo com a YPFB, ficou combinada a redução da obrigação de fornecimento para a Petrobras de 30,08 milhões de metros cúbicos por dia (m3/dia) para 20 milhões de m3/dia, viabilizando, assim, a comercialização direta pela YPFB a outros agentes de mercado no Brasil.


(Por Marta Nogueira)