Mercado abrirá em 7 h 19 min
  • BOVESPA

    108.376,35
    -737,80 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.006,11
    +197,55 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,15
    -1,35 (-1,72%)
     
  • OURO

    1.631,30
    -4,90 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    18.754,54
    -1.289,90 (-6,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    429,15
    -29,99 (-6,53%)
     
  • S&P500

    3.647,29
    -7,75 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    29.134,99
    -125,82 (-0,43%)
     
  • FTSE

    6.984,59
    -36,36 (-0,52%)
     
  • HANG SENG

    17.414,47
    -445,84 (-2,50%)
     
  • NIKKEI

    25.986,63
    -585,24 (-2,20%)
     
  • NASDAQ

    11.226,00
    -107,75 (-0,95%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1400
    -0,0199 (-0,39%)
     

ANP aprova inclusão de 218 blocos na Margem Equatorial para oferta permanente

Sede da ANP no Rio de Janeiro

(Reuters) - A reguladora do setor de petróleo e gás ANP aprovou nesta quinta-feira a inclusão de 218 blocos exploratórios da Margem Equatorial brasileira para Oferta Permanente de Concessão (OPC), segundo um comunicado à imprensa.

A partir de agora, os 218 blocos situados em área que apresenta características semelhantes a de importantes descobertas offshore recentes, na Guiana e Suriname, aguardam parecer Ambiental e Manifestação Conjunta dos Ministérios de Minas e Energia e do Meio Ambiente para que sejam incluídos no edital da Oferta Permanente de Concessão, a principal modalidade de licitação de áreas para exploração e produção de petróleo e gás natural no Brasil.

Com a aprovação, o número de blocos em estudo na Margem Equatorial Brasileira cresceu cerca de 300%, saindo de 71 para 289 blocos.

Os blocos equivalem a uma área de 90.321,65 km² e fazem parte de todas as cinco bacias que compõem a Margem Equatorial: Foz do Amazonas, Pará-Maranhão, Barreirinhas, Ceará e Potiguar.

(Por Rafaella Barros)