Mercado abrirá em 9 h 21 min
  • BOVESPA

    99.605,54
    -1.411,42 (-1,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.001,31
    -244,55 (-0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,70
    -0,87 (-2,20%)
     
  • OURO

    1.908,50
    -3,40 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    13.767,62
    +12,85 (+0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    272,45
    +11,16 (+4,27%)
     
  • S&P500

    3.390,68
    -10,29 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    27.463,19
    -222,19 (-0,80%)
     
  • FTSE

    5.728,99
    -63,02 (-1,09%)
     
  • HANG SENG

    24.658,75
    -128,44 (-0,52%)
     
  • NIKKEI

    23.400,80
    -85,00 (-0,36%)
     
  • NASDAQ

    11.527,25
    -60,75 (-0,52%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7203
    -0,0029 (-0,04%)
     

Anna Kendrick lidera ranking de celebridades que são isca para golpes online

Felipe Demartini
·3 minutos de leitura

A atriz Anna Kendrick foi citada como a “celebridade mais perigosa” de 2020 em um levantamento da McAfee, uma das principais empresas em segurança digital. Mas não é a ela, em si, que representa perigo, e sim, sites fraudulentos relacionados a ela, com a pesquisa pelo nome da estrela sendo comumente associada a páginas que levam à instalação de malwares ou exibem anúncios massivos cuja renda é revertida para o bolso dos golpistas.

Kendrick aparecia na quarta posição no ranking de 2019, devido a seus trabalhos em franquias de amplo apelo popular como Crepúsculo, A Escolha Perfeita e Scott Pilgrim Contra o Mundo. Agora, sua subida ao topo do ranking de celebridades mais perigosas se dá pelo seu trabalho em Trolls 2, longa de animação no qual dupla a Princesa Poppy em inglês e que a fez ter relevância ampliada entre diferentes fatias de público, desde pais até crianças pequenas. Todos, no final, podem acabar sendo vítimas de golpes online caso não tomem as devidas preocupações.

No segundo lugar está o rapper e empresário Sean Combs, o P. Diddy. Recentemente, ele anunciou estar à frente do retorno do reality show Making the Band, da MTV, em busca de novos talentos para formar uma banda. Ele, também, é uma figura reconhecida do mundo dos investimentos, o que faz com que sua imagem seja comumente associada a golpes e o torne, também, uma figura frequente na lista da McAfee. Completando o top 3 está a atriz Blake Lively, parceira de Kendrick no filme Um Pequeno Favor, casada com Ryan Reynolds e estrela de produções de sucesso como Gossip Girl e Águas Rasas.

Nomes populares da música também fazem parte da lista, como as cantoras Mariah Carey e Taylor Swift, Justin Timberlake e, também do cinema, Julia Roberts e Kate McKinnon. Confira a lista das 10 celebridades mais perigosas, conforme compilada pela McAfee:

  1. Anna Kendrick;

  2. Sean “P. Diddy” Combs;

  3. Blake Lively;

  4. Mariah Carey;

  5. Justin Timberlake;

  6. Taylor Swift;

  7. Jimmy Kimmel;

  8. Julia Roberts;

  9. Kate McKinnon;

  10. Jason Derulo.

A pandemia do novo coronavírus já representou um desafio extra quando o assunto é a segurança digital e isso, na visão da McAfee, também se intensificou no uso dos nomes de celebridades para a prática de golpes. O consumo mais alto de produtos de entretenimento, principalmente por streaming, alavancou o interesse por suas estrelas, o que também constitui uma isca interessante para os hackers, que seguem esse comportamento e criam novas estratégias para a prática de fraudes.

Entre os principais golpes praticados estão a já citada instalação de malwares, mas também os sites falsos que alegam oferecer conteúdo gratuito em troca de dados pessoais ou até de cartão de crédito. “Os cibercriminosos usam o fascínio dos consumidores pela cultura das celebridades para [pegar] fãs desavisados. É crucial que [eles] fiquem atentos à proteção de suas vidas digitais e pensem duas vezes antes de clicar em um link”, explica Baker Nanduru, vice-presidente do segmento de consumidor final da McAfee.

O cuidado ao clicar é a principal recomendação de segurança dos especialistas. Filmes, séries, músicas e demais produtos de entretenimento só devem ser consumidos de fontes confiáveis, com a McAfee indicando esperar lançamentos oficiais como um bom caminho para se proteger. Além disso, é importante ter soluções de segurança sempre instaladas e funcionando, bem como aplicar atualizações de tais softwares e de sistemas operacionais e aplicativos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: