Mercado fechará em 39 mins
  • BOVESPA

    109.575,43
    +2.196,51 (+2,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.773,22
    +506,02 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,87
    +1,81 (+4,20%)
     
  • OURO

    1.803,70
    -34,10 (-1,86%)
     
  • BTC-USD

    19.142,79
    +690,83 (+3,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,02
    +10,26 (+2,78%)
     
  • S&P500

    3.633,53
    +55,94 (+1,56%)
     
  • DOW JONES

    30.063,64
    +472,37 (+1,60%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.050,75
    +145,50 (+1,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3878
    -0,0525 (-0,82%)
     

ANM apreende 146 mil t de manganês ilegal que seria exportado para a China

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A Agência Nacional de Mineração (ANM) apreendeu no último sábado mais de 146 mil toneladas de minério de manganês ilegal no porto de exportações de Vila do Conde, em Barcarena (PA), informou a entidade em comunicado divulgado nesta segunda-feira.

Segundo a ANM, o material foi avaliado em 73 milhões de reais e possuía a China como destino. A agência afirmou que o minério estava distribuído em 186 contêineres e representa a maior apreensão do produto já realizada pela ANM.

"Todo o minério apreendido era de origem ilegal, extraídos no Pará e vendidos com notas fiscais 'esquentadas' por empresas que possuem títulos autorizativos de lavra", afirmou a agência, que promoveu a operação em conjunto com Polícia Federal, Ibama, Receita Federal e Marinha.

"O minério de manganês é considerado material essencial na fabricação de ligas metálicas, combinado, especialmente com o ferro, na produção de aço", disse a ANM, destacando também a utilização do mineral em ligas de cobre, zinco, alumínio, estanho e chumbo.

(Por Gabriel Araujo)