Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.879,83
    +1.425,59 (+4,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Anitta vira executiva de banco digital e fala sobre sua relação com dinheiro: 'Cuido de tudo de pertinho'

·2 minuto de leitura

Ela não para. É cantora, empresária, acompanha de perto o crescimento do sucesso internacional, sem tirar os olhos do trabalho no Brasil. Também conhecida por gerir a própria carreira, Anitta vai além. Prova disso é a nova empreitada da artista de 28 anos: se tornou membro do conselho de um banco digital. A Poderosa foi convidada pelos fundadores da empresa para dar conselhos estratégicos numa equipe com outras seis pessoas.

"É uma responsabilidade enorme. Estarei ali para dar minha opinião sobre os produtos e os serviços e ajudá-los como puder. Estou muito ansiosa! Quero levar a experiência como gestora da minha marca pessoal para este conselho. Os outros membros são pessoas de enorme importância no mercado financeiro. É um momento importante na minha carreira como empresária e gestora. Estou muito feliz e realizada”, diz a cantora sobre o novo desafio de integrar o conselho do Nubank.

Cria de Honório Gurgel, subúrbio do Rio, Anitta conta que a preocupação com os gastos vem desde quando era pequena. Mesmo quando o dinheiro era mais escasso, antes do sucesso.

"Eu tinha cofrinho! Lembro bem dele, inclusive. Era uma casinha que eu colocava moedas e dinheiro pela chaminé. Gostava de juntar dinheiro quando podia, claro. Minha mãe sempre foi econômica também. Era preciso, né? Depois que comecei a trabalhar, entendi que economizar também era preciso", conta ela, que continua:

"Até para eu investir em mim, comprar aparelhagem de DJ para o meu irmão trabalhar comigo, depois roupas e até mesmo pagar meu ballet. Depois tudo foi mudando, o dinheiro foi entrando com os shows e contratos. Hoje cuido de tudo de pertinho. Acho que acabei levando essa cultura da infância até hoje. Mas não sou pão dura (risos)".

E nessa pegada, Anitta lembra com carinho o momento em que pôde comprar a própria casa. "Acho que não pensei 'venci'. Foi um sentimento de gratidão mesmo. Eu nunca pensei 'eu venci'. Isso não existe para mim. Acho bobagem", comenta.

Mesmo após a carreira ter prosperado - e muito! -, a cantora diz ainda que costuma refletir quando se depara com algum grande investimento ou gasto:

"Grandes gastos eu penso, sim. Não saio gastando dinheiro por aí igual doida, não. Uma coisa que não resisto é investimento na minha própria carreira: clipes, viagem de negócios e na qualidade do meu trabalho. Ah, já ia esquecendo... Férias. Eu gosto de gastar com férias", resume ela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos