Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.280,13
    -551,85 (-0,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Animais de zoológicos dos EUA estão sendo imunizados contra a covid-19

·2 minuto de leitura

Animais residentes em um zoológico da Filadélfia, nos Estados Unidos, começaram a se vacinar contra a covid-19. Inicialmente, os responsáveis pelos cuidados dos animais aplicaram o imunizante em cinco lêmures, quatro gorilas ocidentais e um orangotango da Sumatra.

Nas próximas semanas, devem receber as doses mais 113 outros animais. As vacinas de duas doses foram fornecidas pela Zoetis, empresa ex-subsidiária da Pfizer, que produz medicamentos para animais. Por mais que o zoológico da Filadélfia não tenha confirmado casos de covid-19, outros zoológicos do país já viram testes positivos.

No Zoológico de San Diego e no Safari Park, por exemplo, animais como gorilas, leopardos da neve e tigres já adoeceram pelo coronavírus, e na semana passada, em Atlanta, vários gorilas também testaram positivo para a doença. No início deste ano, a Zoetis anunciou a distribuição de mais de 11 mil doses para zoológicos e outras organizações.

<em>Imagem: Reprodução/Wirestock/Freepik</em>
Imagem: Reprodução/Wirestock/Freepik

Funcionários do Zoológico da Filadélfia contam que aplicar a vacina nesses animais selvagens não é uma missão difícil, pois eles são treinados para deixar que a aplicação aconteça em troca de uma recompensa, já que eles também recebem vacinas de outras doenças. A vacinação é feita de acordo com priorização de risco, e possíveis efeitos colaterais precisam ser informados imediatamente, o que ainda não aconteceu.

A Zoetis conta que as vacinas estão aprovadas em caráter emergencial e não possuem data de validade, pois não contém uma versão viva do vírus na fórmula. Quando um frasco é aberto, no entanto, o conteúdo precisa ser usado dentro de 24 horas. Cada frasco permite a aplicação de 10 doses. Keith Hinshaw, diretor de saúde animal do zoológico, diz que fará o que for possível para evitar a propagação do vírus em animais, pois a replicação pode acabar resultando no surgimento de variantes, como vem acontecendo. "Então, vacinas são importantes para animais e humanos", completa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos