Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,84
    -0,07 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.874,80
    -4,80 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    38.974,68
    +3.435,02 (+9,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    975,28
    +33,46 (+3,55%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.078,59
    +129,86 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    14.016,50
    +22,25 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1897
    -0,0029 (-0,05%)
     

Aneel dá aval para transferência de controle da CEEE-D à Equatorial

·1 minuto de leitura
Linhas de transmissão de energia elétrica

SÃO PAULO (Reuters) - A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deu anuência prévia à transferência de controle societário da distribuidora gaúcha Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) para o grupo Equatorial, vencedor do leilão de privatização realizado no fim de março na B3, em São Paulo.

A decisão consta de despacho da Superintendência de Fiscalização Econômica e Financeira (SFF) da Aneel, publicado na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da União.

O documento estabelece prazo de 120 dias, a partir de sua publicação, para que a operação seja implementada, segundo nota da Aneel.

Após a formalização da transferência, a empresa tem até 30 dias para encaminhar à Aneel a comprovação da conclusão da operação.

A Equatorial assumiu passivos totais de cerca de 4,1 bilhões de reais com a compra da distribuidora de energia CEEE-D.

Ao fim de março, a Equatorial venceu leilão de privatização da distribuidora de eletricidade, ao apresentar a única oferta pela companhia em pregão na bolsa B3.