Mercado abrirá em 6 h 13 min
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,28
    +0,04 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.874,60
    +8,10 (+0,43%)
     
  • BTC-USD

    34.471,59
    -191,02 (-0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    682,14
    -18,47 (-2,64%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    30.081,08
    +438,80 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    28.738,69
    +105,23 (+0,37%)
     
  • NASDAQ

    13.373,75
    +79,50 (+0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4177
    -0,0809 (-1,24%)
     

Anec ajusta projeção de exportação de milho em dezembro para baixo

·1 minuto de leitura
Milho importado do Brasil em terminal no porto de Tuxpan, México

SÃO PAULO (Reuters) - A exportação de milho do Brasil deverá alcançar 4,42 milhões de toneladas em dezembro, estimou nesta terça-feira a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), com um leve ajuste para baixo na projeção ante os 4,46 milhões de toneladas vistos na semana anterior.

O novo resultado representa um salto de 51,4% em relação ao volume embarcado no último mês de 2019, conforme dados da associação com base na programação dos navios nos portos.

Caso se confirme a expectativa para dezembro, o país fecharia o ano com exportações de 33,9 milhões de toneladas, ante recorde de 41,2 milhões registrado em 2019.

Já as vendas externas de soja devem alcançar cerca de 120,1 mil toneladas em dezembro, ante 89 mil na previsão da semana passada. No mesmo mês do ano passado, o país exportou 2,5 milhões de toneladas.

O recuo acentuado nos embarques da oleaginosa ocorre em um ano em que as exportações do maior produtor e exportador global de soja foram muito concentradas em meses anteriores.

(Por Ana Mano e Nayara Figueiredo)