Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,48
    -2,47 (-3,34%)
     
  • OURO

    1.816,50
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    38.746,35
    -2.559,32 (-6,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    951,68
    -9,21 (-0,96%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    +49,42 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    14.956,50
    +0,75 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1482
    -0,0398 (-0,64%)
     

Andropausa: baixo nível de testosterona pode levar homens à “menopausa masculina”

·4 minuto de leitura
Andropausa: baixo nível de testosterona pode levar homens à “menopausa masculina”
Andropausa: baixo nível de testosterona pode levar homens à “menopausa masculina”

Assim como acontece com as mulheres, os homens também passam por alterações hormonais características da meia-idade, num processo chamado pela medicina de andropausa.

Segundo a Medical Xpress, sintomas como diminuição do desejo e atividade sexual, redução de ereções espontâneas, disfunção erétil, desconforto ou inchaço nas mamas, infertilidade, perda de estatura, fratura por baixo trauma ou baixa densidade mineral óssea e sensações súbitas de calor ou suores excessivos são alguns dos sinais de distúrbios hormonais.

Assim como acontece com as mulheres na menopausa, homens na andropausa sentem calores súbitos e podem ter suores excessivos. Imagem: Monika Wisniewska – Shutterstock
Assim como acontece com as mulheres na menopausa, homens na andropausa sentem calores súbitos e podem ter suores excessivos. Imagem: Monika Wisniewska – Shutterstock

O principal desses distúrbios característicos da idade, no homem, é a diminuição do nível de testosterona, que ocorre, normalmente, a partir dos 40 anos, sendo registrada uma baixa média de 1% ao ano.

Isso não é via de regra: a maioria dos homens mais velhos ainda têm níveis de testosterona dentro da faixa normal, com apenas cerca de 10% a 25% deles apresentando níveis considerados baixos.

O grande problema é que os baixos níveis de testosterona em homens mais velhos geralmente passam despercebidos, pois muitos homens que têm níveis baixos de testosterona não apresentam sintomas.

Além disso, os sinais e sintomas associados à baixa testosterona não são específicos desse quadro. Eles também podem ser causados por uso de certos medicamentos, por exemplo, ou outras condições, como obesidade, com índice de massa corporal igual ou superior a 30.

Algumas alterações psicológicas podem estar ligadas à andropausa

É importante lembrar que a diminuição dos níveis de testosterona também pode refletir no psicológico: perda de energia, de motivação e de confiança, humor deprimido e baixa concentração são alguns sinais.

Dificuldade de concentração é um dos sintomas psicológicos que podem representar baixa de testosterona relacionada à idade. Imagem: fizkes – Shutterstock
Dificuldade de concentração é um dos sintomas psicológicos que podem representar baixa de testosterona relacionada à idade. Imagem: fizkes – Shutterstock

Também é possível sentir aumento da sonolência, distúrbios do sono, anemia leve inexplicável, redução do volume e força muscular e aumento da gordura corporal.

Exames de sangue verificam os níveis de testosterona

Para saber os níveis de testosterona, o homem pode fazer um exame de sangue específico. Sendo assim, se você estiver experimentando certos sinais e sintomas sugestivos de baixa testosterona, pode valer a pena pedir ao seu médico para verificar seus níveis.

Especialistas recomendam que os exames sejam realizados apenas se o homem mais velho apresentar sintomas. Se um teste inicial mostrar baixa testosterona, o teste deve ser repetido para confirmar os resultados.

Leia mais:

Se a testosterona baixa for confirmada, testes adicionais da glândula pituitária são recomendados para determinar a causa e descartar outras deficiências hormonais. A pituitária é uma glândula do tamanho de um feijão, situada na base do cérebro. Faz parte do sistema endócrino do corpo, que consiste em todas as glândulas que produzem e regulam os hormônios.

Tratamento para homens com baixa testosterona relacionada à andropausa

As recomendações de tratamento para homens com baixa testosterona relacionada à idade variam.

Em 2020, o American College of Physicians, organização de internistas especializada no diagnóstico, tratamento e atendimento de adultos, recomendou que os profissionais de saúde considerassem iniciar o tratamento com testosterona após explicar os riscos e benefícios em homens com disfunção sexual que desejam melhorar sua função sexual.

A Endocrine Society recomenda, desde 2018, a terapia de reposição hormonal para homens com baixa testosterona relacionada à idade que apresentem sintomas. Mas, alguns especialistas também recomendam oferecer o tratamento para aqueles que não apresentam sinais.

O médico explica para os pacientes as maneiras de administrar a testosterona, bem como os níveis-alvo e como se dão os testes de acompanhamento.

Para alguns homens, a terapia com testosterona alivia os incômodos da deficiência de testosterona. Para outros, os benefícios não são claros e os riscos são possíveis.

Riscos do tratamento de reposição de testosterona

Embora mais pesquisas ainda sejam necessárias, a terapia com testosterona pode estimular o crescimento da próstata metastática e do câncer de mama. Também pode aumentar o risco de ataque cardíaco e derrame, além de contribuir para a formação de coágulos sanguíneos nas veias.

Esse tratamento é contraindicado em caso de a fertilidade ser importante para o homem em um futuro próximo ou se o paciente tiver doenças como câncer de mama ou de próstata, apneia obstrutiva do sono grave não tratada, insuficiência cardíaca não controlada ou trombofilia.

Também não é recomendado para pessoas que tenham tido, recentemente, qualquer nível de ataque cardíaco ou derrame.

Se você acha que pode ter níveis baixos de testosterona, converse com seu médico sobre seus sinais e sintomas, testes e possíveis opções de tratamento. Seu médico pode ajudá-lo a pesar os prós e os contras do tratamento.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos