Mercado fechado

Android TV 11 chega com mais desempenho e promete melhorias em games

Rubens Eishima
·3 minutos de leitura

O Google anunciou nesta terça-feira (22) o “Android 11 no Android TV” — ou Android TV 11, como vamos chamar até o final da notícia. Assim como nos celulares, o sistema traz novos recursos, controles aprimorados de privacidade e mais recursos para desenvolvedores, como já anunciado durante o teste beta. Na prática, a nova versão traz algumas novidades que prometem melhorar o uso do sistema com games, bem a tempo da chegada de serviços como o Stadia e Xbox Streaming à plataforma.

A base do Android TV 11 é a mesma do sistema para celulares, por isso as melhorias no gerenciamento de memória, permissão temporária para apps acessarem recursos e outras mudanças dos smartphones também se aplicam ao sistema para TVs e aparelhos de streaming.

Games!

Já consolidado no segmento de aplicativos de streaming de vídeo, o Android TV dedicou boa parte de suas novidades aos games na versão 11. Além do melhor controle da memória dos aparelhos, o Android 11 traz uma compatibilidade aprimorada a gamepads — incluindo suporte ao Steam Controller e ao controle Switch Pro da Nintendo.

Valve pode ter abandonado o Steam Controller, mas o Google ainda se lembra dele (imagem: Valve Software)
Valve pode ter abandonado o Steam Controller, mas o Google ainda se lembra dele (imagem: Valve Software)

Outra novidade bem-vinda é a compatibilidade ao modo de baixa latência automática (auto low latency mode, ou ALLM), lançado pela versão 2.1 do padrão HDMI para que a televisão se ajuste automaticamente ao modo de latência reduzida ao detectar um aparelho de games.

O ALLM é um recurso trazido pelos novos consoles Xbox Series X e S e PlayStation 5, mas requer que tanto o console/aparelho de streaming quanto o televisor tenham suporte ao recurso — caso contrário, é preciso selecionar manualmente o modo para jogos.

Mídias

Além da atenção aos jogos, o Android TV 11 trouxe melhorias de desempenho no processamento de vídeos — o que pode diminuir a sensação de dessincroniazação em transmissões ao vivo ou durante videoconferências — suporte aprimorado para sintonizadores (usados por exemplo nas TVs Sony e Philips), maior gama de controles sobre recursos da televisão e um modo de reinicialização silencioso para atualizações de sistema.

Cronograma das fabricantes de TV (caso da Nokia) para o Android TV é ainda pior que nos celulares (imagem: Flipkart/Nokia)
Cronograma das fabricantes de TV (caso da Nokia) para o Android TV é ainda pior que nos celulares (imagem: Flipkart/Nokia)

Fragmentação

O Android TV 11 já está à disposição dos fabricantes de TV e aparelhos de streaming, mas ao que tudo indica o sistema vai levar um tempo para chegar às salas. Aparelhos como o Nvidia Shield e Xiaomi Mi Box seguem com o Android 9 (Pie), enquanto os televisores costumam ficar ainda mais atrasados em relação às atualizações do Google.

Desenvolvedores de aplicativos já podem instalar a atualização no aparelho de referência do Google para o Android TV, o ADT-3.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: