Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -0,07 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.775,20
    -1,50 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    34.602,59
    +880,48 (+2,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    837,58
    +50,96 (+6,48%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.875,23
    +0,34 (+0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.354,25
    0,00 (0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8612
    -0,0011 (-0,02%)
     

Android 12 vai permitir desligar o celular via comando de voz

·2 minuto de leitura

Durante o seu maior evento no ano, o Google anunciou que o Assistente poderá ser chamado a partir do botão de energia. A função coloca a inteligência artificial na ponta do dedo em smartphones da linha Pixel, semelhante ao que os celulares Galaxy já fazem com a One UI. Entretanto, no atual estado, habilitar tal função está impedindo que o aparelho seja desligado.

Isso acontece porque o Assistente pode ser acionado a partir do toque longo no botão de energia — o mesmo comando utilizado para puxar o menu de desligar/reiniciar e contatos de emergência. Na prática, a adição transforma o botão de energia em “exclusivo do Google Assistente”, algo que foi implementado como adicional em alguns modelos.

A fim de contornar esse problema, o Google precisou criar caminhos alternativos para suspender o celular. Responsável pela descoberta, o site 9to5Google encontrou no app do buscador um guia com atalhos alternativos para acessar o painel de energia.

(Imagem: Reprodução/9to5Google)
(Imagem: Reprodução/9to5Google)

Uma das opções é semelhante ao atalho de capturas de tela do Android. Ao apertar os botões de aumentar volume e de energia simultaneamente, o sistema apresentará o menu de energia — depois disso, é só desligá-lo normalmente escolhendo a opção na tela.

A segunda forma é utilizar o próprio assistente para concluir a tarefa. O usuário poderia pronunciar comandos como “desligar o celular” ou “reiniciar o aparelho” para iniciar o processo a partir do Google Assistente, chamando-o da forma que preferir — com o conhecido “Ok, Google” ou apertando o botão de energia.

Caminhos alternativos ainda não funcionam

Segundo o 9to5Google, nenhum dos métodos parece funcionar no Android 12 Beta, deixando usuários do acesso antecipado sem saída senão desabilitar o novo atalho. É normal que o sistema ainda tenha defeitos durante a fase de testes e, devido à dimensão do inconveniente, deve ser corrigido logo na próxima atualização.

Não está claro também se o comando de voz invocará o painel de energia ou se suspenderá o aparelho imediatamente. Além disso, não há certeza de que o recurso será implementado em todos os smartphones com Android 12 ou se será exclusivo da linha Pixel.

Obviamente, por se tratar de um recurso experimental, ele pode não durar até a versão final do sistema. Se o Google concluir que a implementação do atalho for uma má ideia ou que as alternativas não sejam tão acessíveis, ele pode desistir de introduzir a novidade.

Esse "suspense", por sua vez, deve acabar em agosto, quando o Android 12 alcançar o “marco de estabilidade do sistema”. O Android 12 ainda não tem previsão para ser liberado para o grande público, mas se consideradas as datas anteriores, o novo sistema operacional para celular deve ser lançado em setembro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos