Mercado abrirá em 6 h 37 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,37
    +0,07 (+0,10%)
     
  • OURO

    1.779,00
    +2,30 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    34.506,20
    +1.706,60 (+5,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    831,27
    +44,65 (+5,68%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    29.271,27
    +388,81 (+1,35%)
     
  • NIKKEI

    29.066,18
    +190,95 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    14.360,00
    +5,75 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8666
    +0,0043 (+0,07%)
     

Android 12 tornará mais eficiente a opção de evitar propagandas direcionadas

·1 minuto de leitura

O Android 12 aprimorará o bloqueio de compartilhamento de dados destinados à personalização de propagandas. Conforme informa um documento publicado pelo Google nesta quarta-feira (2), o sistema deixará o caminho livre para que usuários se neguem a receber propagandas baseadas em seus interesses e hábitos de forma mais eficiente.

A adição mais eficiente na contenção de direcionamento de propagandas virá como parte de uma atualização futura — provavelmente ainda no período beta. Com a novidade, usuários poderão optar por não fornecer dados sobre sua atividade, substituindo seu identificador por uma sequência de zeros.

A opção de desabilitar propagandas personalizada já existe no Android (Imagem: Igor Almenara/Canaltech)
A opção de desabilitar propagandas personalizada já existe no Android (Imagem: Igor Almenara/Canaltech)

Atualmente, a opção para desabilitar propagandas direcionadas já existe no Android (encontrada nas configurações do Google, no menu de configurações). Contudo, apps ainda poderiam ver o identificador do usuário em alguns casos — para análises, por exemplo. Em julho, a gigante entrará em detalhes sobre meios alternativos para que anunciantes coletem dados para “consultas essenciais”.

Essa alternativa não é tão poderosa quanto a solução do App Tracking Transparency do iOS 14.5. No entanto, assim como a política da Apple, resulta na veiculação de propagandas menos personalizadas e, provavelmente, menos eficientes, quando é ativada pelo dono da conta Google.

Na prática, a mudança é mais impactante para o desenvolvedor e, claro, para o anunciante. O usuário final pode notar que as propagandas associadas à conta Google podem se tornar menos precisas com seus gostos particulares quando acionar o recurso, mas os anúncios não devem se tornar menos frequentes.

No primeiro momento, aplicativos que rodam no Android 12 serão os primeiros a enfrentar as mudanças, mas o Google expandirá essa norma para todos os apps que usam o Play Services no começo de 2022.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos