Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.774,00
    -1.005,27 (-1,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Android 12 terá um recurso automático para poupar espaço em memória

Igor Almenara
·2 minuto de leitura

A função de “hibernação de apps” avança no Android 12. Flagrado pela primeira vez entre linhas de código, ela aprimora recursos introduzidos no Android 11 e, além de revogar todas as permissões, também o coloca o app "esquecido" em modo de suspensão, apagando arquivos temporários associados a ele.

Novamente descoberto pelo pessoal da XDA Developers, o recurso parece ser mais uma otimização sobre o armazenamento e privacidade. Uma vez que o usuário deixa de utilizar um aplicativo por três meses, o Android entende que ele não é mais tão importante para a rotina e, sem desinstalá-lo, “guarda” o app de forma mais compacta, sem arquivos em cache ou dados associados ocupando espaço no aparelho.

Através de alguns truques no código, foi possível habilitar a seção “Unused Apps” (“Apps não utilizados”, em tradução livre) contida na página de detalhes de cada aplicativo. A partir dela, o usuário pode colocar um app para hibernar manualmente, excluindo os arquivos associados e revogando todas as permissões cedidas anteriormente.

Assim que o primeiro aplicativo foi colocado em suspensão, uma nova área surgiu no menu “Apps” dentro das configurações do Android. Nesse canto, aparentemente serão reunidos todos os aplicativos colocados para hibernar (de forma automática ou manual). Cada título é seguido por um ícone de lixeira para rápida desinstalação.

Essa ferramenta é especialmente útil para os usuários menos preocupados com o celular, mas que têm pouco espaço de armazenamento disponível num aparelho de entrada. A melhor alternativa é sempre excluir o app, mas reforçar que alguma aplicação está em desuso e fornecer meios mais rápidos para a desinstalação — ao mesmo tempo que reduz o seu tamanho — pode ser de grande ajuda para o gerenciamento da memória.

Assim como outros recursos do Android 12, o modo de hibernação cresce às escondidas, até que seja implementado no acesso antecipado. Há, sempre, a possibilidade de não chegar à versão final do sistema operacional, mas, devido a sua coerência com o recurso do Android 11, é provável que este não seja um desses recursos abandonados.

Em relação ao acesso antecipado do Android 12, também não há pistas de quando o recurso será liberado. Quanto mais cedo algo funcionar bem, mais rápido isso chegará aos desenvolvedores que testam os Developers Previews (DP). A interface, aparentemente, já está pronta, mas a novidade ainda pode precisar de alguns ajustes antes de ser disponibilizada. Por agora, resta aguardar por maiores novidades e a próxima atualização.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: