Mercado fechará em 5 h 51 min
  • BOVESPA

    121.871,52
    +1.165,62 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.260,75
    +431,44 (+0,88%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,19
    +1,37 (+2,15%)
     
  • OURO

    1.839,20
    +15,20 (+0,83%)
     
  • BTC-USD

    50.720,06
    +15,70 (+0,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.411,14
    +52,58 (+3,87%)
     
  • S&P500

    4.151,24
    +38,74 (+0,94%)
     
  • DOW JONES

    34.289,75
    +268,30 (+0,79%)
     
  • FTSE

    7.027,88
    +64,55 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.257,75
    +157,50 (+1,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3946
    -0,0179 (-0,28%)
     

Android 12: o que esperar da próxima versão do sistema do Google?

Igor Almenara
·9 minuto de leitura

Muitas empresas ainda trabalham em cima do Android 11 para desenvolver uma interface estável e recente para seus usuários, mas o tempo não para e o Android 12 tem previsão de lançamento para o segundo semestre deste ano. O Google já lançou algumas versões de testes para desenvolvedores, portanto diversas novidades da atualização já são públicas e conhecidas.

O Canaltech reuniu nos próximos parágrafos tudo o que já foi revelado sobre o Android 12 até o momento. Confira agora.

Android 12: data de lançamento

Geralmente, o Google lança a versão estável do sistema operacional durante o segundo semestre de cada ano — a versão final do Android 11, por exemplo, foi disponibilizada para todos os usuários em setembro de 2020. Os desenvolvedores, por sua vez, terão acesso "exclusivo" até maio para testar os novos recursos e APIs do Android 12.

A partir de maio, chega a vez dos usuários "comuns" testarem os recursos, provavelmente após a conferência anual Google I/O — que este ano acontecerá entre 18 e 20 de maio. Nele, a empresa deve falar sobre produtos voltados a desenvolvedores e usuários finais. Possivelmente, o sistema já chegará com a aparência e funções que devem seguir até a versão final.

Janela de lançamento ainda não foi definida pelo Google. (Imagem: Reprodução/Google)
Janela de lançamento ainda não foi definida pelo Google. (Imagem: Reprodução/Google)

No Android Beta, os voluntários e desenvolvedores devem ter oito novas atualizações até agosto, preparando terreno para o lançamento oficial, ainda sem data definida.

Android 12: celulares compatíveis

A linha Pixel tradicionalmente é a primeira a receber a atualização, e isso deve se repetir com o Android 12. De acordo com o cronograma de atualizações de sistema e segurança do Google para os seus próprios celulares, todos os modelos acima do Pixel 3 e do Pixel 3 XL serão atualizados para o Android 12. Assim, a lista completa é a seguinte:

A maioria das fabricantes ainda não se manifestou sobre a atualização de seus celulares para o Android 12, mas é provável que muitos dos aparelhos lançados em 2020 e 2019 recebam a novidade. A Samsung, por exemplo, já afirmou que disponibilizará até três anos de updates para seus modelos topos de linha lançados a partir de 2019 — ou seja, do Galaxy S10 em diante.

A nova cara do Android

Temas dinâmicos: segundo o que vazou até o momento, o Android 12 adotará um visual mais enxuto, apostando em um fundo opaco que acompanha os tons proeminentes do papel de parede. Notificações e os ícones do sistema também mudarão, agora com cantos arredondados e cores que acompanham o tema geral.

Novo Modo Escuro: ao lado dos temas coloridos, o Google também modificou o modo escuro. Capturas de tela feitas pelo Android Police mostraram um modo escuro retrabalhado, composto por tons de cinza. A novidade, além de estar com visual mais "lavado", pode impactar na otimização de bateria de smartphones com telas OLED — os pixels pretos são desligados nesse tipo de display, o que economiza energia.

(Imagem: Reprodução/Android Police)
(Imagem: Reprodução/Android Police)

Novo modo de uma só mão: já disponível em outras interfaces personalizadas, o modo de operação com uma só mão deve ganhar nova abordagem no Android 12. Basicamente, o sistema reduziria os ícones e elementos da tela apenas na vertical, o que contornaria o uso de celulares mais "compridos".

Mais ferramentas

Captura de tela aprimorada: a ferramenta de captura de tela do Android 12 também recebeu algumas mudanças bem interessantes. Além das alterações visuais, os usuários poderão adicionar texto e emoji às capturas, com funcionamento bastante semelhante ao de outros editores de imagem. Após editadas, as figuras podem ser salvas na galeria ou compartilhadas em outros aplicativos.

(Imagem: Reprodução/9to5Google)
(Imagem: Reprodução/9to5Google)

Captura de tela estendida: o Android do Google finalmente permite capturas de tela estendidas. A novidade permitiria que o usuário capturasse elementos que estivessem fora da tela, "rolando" para que todos os elementos caibam no registro. Não é uma novidade para usuários Samsung ou Xiaomi, mas é bem-vindo nos dispositivos mais próximos do SO original.

Novo formato de grade para o Pixel Launcher: outra novidade do Android 12 é o novo formato de grade de aplicativos para o Pixel Launcher, interface disponível apenas para os smartphones da linha Pixel. A personalização agora inclui disposição de apps em 2x2; 3x3; 4x4; 5x5 e o novo 4x5 — que casa perfeitamente com a tela com proporções que extrapolam o widescreen.

(Imagem: Reprodução/9To5Google)
(Imagem: Reprodução/9To5Google)

Hibernar aplicativos: como o próprio nome já indica, o Android 12 deve ser capaz de hibernar aplicativos em desuso, com o objetivo de economizar espaço. Se um app fica três meses sem ser aberto, o Android o coloca em suspensão na lista de "apps não utilizados" e exclui dados e cache associados a ele. Qualquer app pode ser "colocado para dormir" manualmente, dentro das respectivas "Informações do aplicativo".

Compartilhamento de senhas de Wi-Fi por proximidade: o recurso Nearby Share já existia nos Android 10 e 11, mas o Android 12 deve refinar a função incluindo o compartilhamento por proximidade, exigindo apenas que os dispositivos estejam próximo um do outro para transferência de códigos por Bluetooth ou Wi-Fi.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Foco em telas flexíveis: outra novidade presente no Android 12 envolve o recurso de multitarefa do sistema. De acordo com informações obtidas pelo site 9to5Google, o modo deve melhorar a usabilidade especialmente em aparelhos com tela dobrável e outros formatos, como o LG Wing e o Surface Duo.

(Imagem: Reprodução/XDA Developers)
(Imagem: Reprodução/XDA Developers)

Pares de app: Batizada de “app pairs” (pares de apps, em tradução direta), a novidade finalmente leva aplicativos em tela dividida para o Android raíz e aproveita melhor telas grandes — especialmente, os dobráveis. A ferramenta permite que a tela seja dividida em duas no "formato livre", cujas proporções de cada app podem ser controladas ao arrastar as extremidades das janelas, e também o "Pin to top" (ou "Fixar ao topo", em tradução livre"), que estaciona um aplicativo ao topo da tela em formato reduzido, enquanto o outro toma o maior espaço.

Lixeira: o código do sistema sugere que os celulares com Android podem receber uma lixeira comum para todos os aplicativos. Ainda há poucas informações acerca de sua funcionalidade, mas suspeita-se que será uma área reservada a aplicativos que gerenciam arquivos e para onde serão enviados arquivos apagados.

Atualização do sistema facilitada: um desenvolvedor do site XDA Developers encontrou evidências de que o Google pretende converter o Android Runtime (também conhecido como ART) em um módulo do Projeto Mainline, permitindo enviar atualizações rapidamente para os principais componentes do sistema através da Play Store. Na prática, isso significaria um maior controle do Google sobre o envio de atualizações de segurança aos dispositivos, sem depender do cronograma que as empresas atualmente fornecem aos seus aparelhos.

Novos gestos para aparelhos Pixel: já disponível nos iPhones, o toque duplo na parte traseira deve ser levado para os modelos Pixel com o Android 12. Com o recurso, o usuário poderá acionar o Google Assistente ou configurar tal movimento para outras ações, como tirar um print da tela, somente dando dois toques na parte de trás do celular. Ainda não há informações se outras fabricantes adaptarão o recurso para seus smartphones.

Sistema mais "amigável" às lojas de apps de terceiros: com o Android 12, o Google também promete um sistema mais "amigável" às lojas de apps de terceiros. Em comunicado em setembro passado, a empresa informou que vai facilitar o uso de outros marketplaces, de modo aos desenvolvedores ainda terem a chance de distribuir na plataforma Android mesmo que não concordem com os termos de negócios do sistema.

Suporte a novos formatos de imagem e áudio: outras duas novidades confirmadas no Android 12 são o suporte aos formatos de imagem e áudio AV1 e MPEG-H, respectivamente. Segundo a empresa, o primeiro consegue mais qualidade em arquivos menores (imagem abaixo), enquanto o segundo traz mixers, resamplers e efeitos otimizados para até 24 canais.

Comparação de imagens AV1 e JPEG em tamanhos de arquivos próximos (Imagem: Reprodução/Jake Archibald/Google)
Comparação de imagens AV1 e JPEG em tamanhos de arquivos próximos (Imagem: Reprodução/Jake Archibald/Google)

Ainda em relação a mídias, uma nova API facilitará a inserção de arquivos de mídia na área de transferência, no teclado ou pelo arrastar e soltar.

Barra de pesquisa para launchers: desenvolvedores de launchers alternativos poderão adotar uma ampla ferramenta de "busca universal". A API fornece recursos para implementar uma barra de pesquisa tão poderosa quanto a do Google, capaz de navegar entre arquivos locais, aplicativos e resultados na internet com facilidade.

Novidades em privacidade

Bloquear aplicativos de usarem internet: internamente chamada de "modo de rede restrito", a novidade bastante aguardada tem o objetivo de restringir acesso à internet para aplicativos específicos. A função deve ajudar a economizar dados e aumentar a segurança do celular.

Controle sobre o uso de câmeras, microfone e localização: o Android 12 elevou o nível sobre as permissões que garantem acesso de apps aos recursos do celular. A nova versão do sistema do Google informará em tempo real qual aplicativo está utilizando câmera, microfone e localização direto na barra de notificações.

(Imagem: Reprodução/kdrag0n)
(Imagem: Reprodução/kdrag0n)

Área de transferência privativa: usuários terão controle direto sobre os aplicativos que tentam acessar sua área de transferência — parte da memória que guarda informações sobre textos, imagens, vídeos ou qualquer conteúdo "copiado". A seção pode fornecer detalhes sobre o usuário, como links salvos recentemente e, por isso, acabou protegida pelo Google.

(Imagem: Reprodução/XDA-Developers)
(Imagem: Reprodução/XDA-Developers)

Localização imprecisa: manualmente, aquele que não quiser ser encontrado com exatidão pode substituir o método pela região aproximada. O usuário pode reduzir a precisão dos sensores para apresentar somente a área em que está, não mais sua posição e orientação exatas, para que mapas e outros aplicativos não tenham detalhes precisos sobre suas passagens.

(Imagem: Reprodução/XDA-Developers)
(Imagem: Reprodução/XDA-Developers)

Para o Google, o Android ainda é um doce

Nome da sobremesa: o Google parou de usar nomes de sobremesas a cada lançamento do Android após a oficialização do Android 10, mas eles ainda são usados para dar uma identidade visual a cada versão.

Mesmo que o Google não tenha revelado qual seria o prato da vez, evidências encontradas no código-fonte de uma versão prévia do Android 12 revelaram que a sigla "sc", que seria de Snow Cone — em português, a sobremesa é chamada de granizado, raspadinha ou raspa-raspa, entre outros nomes.

A 'raspadinha' deve inspirar alguns elementos visuais do Android 12 (Imagem: Thomas Park/Unsplash)
A 'raspadinha' deve inspirar alguns elementos visuais do Android 12 (Imagem: Thomas Park/Unsplash)

Vale lembrar que o nome comercial do novo Android não será "Android 12 Snow Cone", mas os desenvolvedores do sistema devem se inspirar na sobremesa ao criar o logo e a tela "escondida" que mostra a versão do Android.

Acompanhe o Canaltech para saber de todas as novidades sobre o Android 12.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: