Mercado fechado

Andar de moto como Bolsonaro gera suspensão imediata da CNH

(AP /Andre Penner)

Ao passear de moto pela cidade do Guarujá, no litoral paulista, no último feriado de Páscoa, o presidente Jair Bolsonaro cometeu infração de trânsito que poderia fazê-lo ter a Carteira Nacional de Habilitação, a CNH, suspensa automaticamente. Nas imagens, é possível ver o presidente dirigindo, acompanhado de um segurança. Em alguns momentos registrados pelas câmeras, ele não utiliza o capacete corretamente.

Entenda

De acordo com a resolução 453/2013 do Conselho Nacional de Trânsito, o Contran, andar com o capacete sobreposto na cabeça é atitude considerada infração gravíssima, com multa de RR$ 293,47, penalidade de 7 pontos na CNH e passível de suspensão da permissão de dirigir. A proibição pode durar de um a 12 meses, de acordo com o histórico do motorista.

Bolsonaro também cometeu outra infração ao passear pelo Guarujá: ele andou com o capacete desafivelado e a viseira levantada durante a noite, o que não garante a proteção total dos olhos. A mesma resolução do Contran prevê multa de R$ 88,38 e penalidade de três pontos na CNH.

O presidente não foi multado durante o trajeto.