Anbima quer aprimorar acesso ao mercado de capitais

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima) quer tomar iniciativas para aprimorar o acesso de empresas de menor porte ao mercado de capitais em 2013. "É nosso objetivo para este ano: viabilizar o mercado de acesso", disse nesta quarta-feira Marcio Guedes, um dos diretores da Anbima. Guedes diz que não será visto "um monte de operações" no meio do ano, mas a entrada das PMEs neste mercado é promissora. "É difícil dizer quando, mas vai acontecer", afirmou.

Em relação às operações de Oferta Pública Inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) em geral, o executivo comentou que, em função de os últimos dois anos terem sido fracos, há uma grande expectativa para 2013. "A visão que a gente tem é a de que o mercado deve ser bastante positivo em função da demanda represada por parte das empresas e de uma recuperação institucional global", avaliou.

O aprimoramento da autorregulação também está na pauta dos próximos meses, com expansão do escopo e aprimoramento no Código de Ofertas. "O desempenho de 2012 mostra que o mercado de capitais já ocupa uma posição estratégica como opção de financiamento para as empresas. Nosso objetivo é consolidar cada vez mais esse papel e aumentar a participação do mercado de financiamento de projetos de longo prazo", contou Guedes.

Segundo ele, haverá um capítulo exclusivo para ofertas de Certificado de Recebível Imobiliário (CRI); um capítulo com melhores práticas para Agentes Fiduciários e, por fim, regras específicas para a participação do investidor de varejo em IPOs.

Também compõem a agenda da associação o desenvolvimento dos fundos de debêntures de infraestrutura, a implantação do Comité de Aquisição e Fusão (CAF) e o desenvolvimento no registro do Programa de Distribuição Contínua (PDC) de Letra Financeira.

As companhias brasileiras captaram R$ 139 bilhões no mercado de capitais doméstico no ano passado, volume superado apenas pelo volume registrado em 2010, quando o resultado foi impactado pela captação da Petrobras, de R$ 120,2 bilhões.

cotações recentes

 
Cotações recentes
Símbolo Preço Variação % Var 
Seus tickers vistos mais recentemente aparecerão aqui automaticamente se você digitou um ticker no campo "Inserir símbolo/empresa" na parte inferior deste módulo.
É necessário permitir os cookies do seu navegador para ver as cotações mais recentes.
 
Entre para ver as cotações nos seus portfólios.

Resumo do Mercado

  • Moedas
    Moedas
    NomePreçoVariação% Variação
    3,1083-0,0015-0,05%
    USDBRL=X
    3,2957+0,0136+0,41%
    EURBRL=X
    0,9428-0,0044-0,46%
    USDEUR=X
  • Commodities
    Commodities
    NomePreçoVariação% Variação

Destaques do Mercado

  • Líderes em Volume
    Líderes em Volume
    NomePreçoVariação% Variação
    31,51-0,14-0,44%
    VALE5.SA
    15,18-0,38-2,44%
    PETR4.SA
    4,93-0,10-1,99%
    USIM5.SA
    5,86+0,15+2,63%
    GOAU4.SA
    16,40-0,52-3,07%
    LAME4.SA
  • Altas %
    Altas %
    NomePreçoVariação% Variação
    10,89+1,29+13,44%
    TEKA4.SA
    4,18+0,45+12,06%
    BEES4.SA
    4,24+0,43+11,29%
    LFFE3.SA
    7,41+0,71+10,60%
    CRPG5.SA
    28,00+2,60+10,24%
    BRSR3.SA
  • Baixas %
    Baixas %
    NomePreçoVariação% Variação
    16,01-3,99-19,95%
    ITEC3.SA
    1,14-0,25-17,99%
    IGBR3.SA
    0,69-0,11-13,75%
    BBTG12.SA
    29,00-4,00-12,12%
    CEED3.SA
    3,33-0,45-11,90%
    CEDO4.SA