Anbima: captações com debêntures somam R$ 10,9 bilhões

O volume de captações com debêntures alcançou R$ 10,9 bilhões em outubro, se aproximando do recorde de setembro, de R$ 11,5 bilhões, segundo relatório da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Com isso, as debêntures distribuídas apenas no último bimestre responderam por 32,7% das emitidas ao longo de 2012, que somaram R$ 68,7 bilhões.

O destaque do mês foi a elevada participação das debêntures registradas via Instrução CVM 400, que somaram R$ 5,6 bilhões e foram emitidas, principalmente, por companhias dos setores de energia elétrica (R$ 2,9 bilhões) e de transportes (R$ 1,9 bilhão). Segundo a Anbima, o volume das debêntures distribuídas com esforços restritos também foi relevante no último mês (R$ 5,4 bilhões), mas inferior ao volume de setembro, que foi de R$ 11,2 bilhões (97% do volume de debêntures daquele mês).

No ano, entre as captações com instrumentos de renda fixa, as notas promissórias aparecem em segundo lugar, com R$ 18,5 bilhões, bem atrás das debêntures (R$ 68,6 bilhões) seguidas dos CRIs e FIDCs com R$ 5,5 bilhões e R$ 3,8 bilhões, respectivamente.

No mês passado, houve uma captação com ações da Lupatech, no valor de R$ 439 milhões, em razão de sobras de ações não subscritas no âmbito do aumento de capital, elevando o montante das ações emitidas em 2012 para R$ 10,8 bilhões.

Carregando...