Anatel vai focar compromissos de empresas, diz ministro

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse, nesta quarta-feira, que a Anatel tem dado mostras de que vai exigir o cumprimento dos compromissos estabelecidos com as empresas após o episódio que resultou na suspensão das vendas de novas linhas no final de julho. Ele citou como exemplo o caso da TIM, que teve uma promoção suspensa, na semana passada.

"Isso ocorreu (a suspensão da promoção) porque a TIM está no meio do processo de avaliação (da Anatel). A empresa estava lançando um promoção ousada e, talvez, do ponto de vista mercadológico, boa, mas a Anatel precisa se certificar (da viabilidade)", disse após participar do Ericsson Bussiness Inovation, em São Paulo.

Bernardo defendeu a iniciativa da Anatel no caso da TIM, ponderando que, se o órgão chegar à conclusão da viabilidade da promoção, esta poderia ser lançada. "Se for boa, até eu compro", disse em tom de descontração. Em sua avaliação, a área comercial da TIM criou a promoção sem que o setor técnico estivesse completamente acertado.

"Não queremos a punição das empresas, mas estimular a qualidade e o compromisso com os clientes", afirmou, destacando o relatório trimestral da Anatel sobre a qualidade dos serviços, que deve sair na próxima semana.

Carregando...