Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.802,10
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    34.399,40
    +593,22 (+1,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    -6,75 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Anatel fará pesquisa de satisfação sobre operadoras e você pode ser entrevistado

·2 minuto de leitura
Anatel fará pesquisa de satisfação sobre operadoras e você pode ser entrevistado
Anatel fará pesquisa de satisfação sobre operadoras e você pode ser entrevistado

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) começou nesta semana uma pesquisa para medir a satisfação dos consumidores com os serviços prestados no Brasil por empresas fornecedoras de telefonia fixa, telefonia celular, banda larga fixa e TV por assinatura. Segundo a agência, a 7ª edição da pesquisa contará com cerca de 82 mil clientes, que serão entrevistados por telefone até novembro deste ano.

Os clientes procurados serão os que têm serviços contratados das operadoras Algar, Brisanet, Claro, MOB Telecom, Oi, Sky, Tim, Unifique e Vivo. A ideia da Anatel com a pesquisa de satisfação é avaliar os pontos principais do que cada uma oferece.

Estarão inclusas no questionário, que tem a previsão de durar até 10 minutos, perguntas sobre satisfação geral com a prestação dos serviços, bem como a qualidade do atendimento da prestadora, das informações a respeito do serviço contratado, do funcionamento e da cobrança ou recarga.

Selo de qualidade

De acordo com a Anatel, a pesquisa de satisfação servirá também para dar um selo de qualidade às operadoras que forem bem avaliadas. Serão utilizados três índices para determinar as notas de cada uma: Índice de Qualidade Percebida (IQP), Índice de Reclamação (IR) e Índice de Qualidade do Serviço (IQS).

Os resultados serão utilizados pela Anatel para, segundo a agência, “aperfeiçoar o trabalho da instituição e de prestar informações sobre o desempenho dos serviços para a sociedade”. Em outras palavras, para tentar resolver, de uma vez por todas, os altos índices de reclamações sobre os serviços de telecom no País. A ideia da Anatel é divulgar os resultados da pesquisa de satisfação no primeiro trimestre do ano que vem.

A Anatel divulga, desde 2005, o ranking com as empresas que mais recebem reclamações no setor de telecom do país. O boletim mais recente, divulgado em março deste ano, mostrou que a agência recebeu 2,96 milhões de reclamações em 2020. Esse número é 0,5% menor que o de 2019. Segundo a Anatel, o nível se mantém estável desde 2018, quando foram registradas 2,94 milhões de demandas. Os valores são bem inferiores ao pico de 2015, quando foram registradas 4,09 milhões de queixas.

Imagem: Ave Calvar Martinez/Pexels/CC

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos