Mercado abrirá em 3 h 49 min
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    75,07
    +1,09 (+1,47%)
     
  • OURO

    1.750,60
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    43.951,90
    +2.359,90 (+5,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.096,39
    -6,67 (-0,60%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.072,42
    +20,94 (+0,30%)
     
  • HANG SENG

    24.208,78
    +16,62 (+0,07%)
     
  • NIKKEI

    30.240,06
    -8,75 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    15.329,50
    +10,75 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2498
    -0,0058 (-0,09%)
     

Anarriê: on-line, Arraiá do Bem terá astros da MPB

·3 minuto de leitura

RIO — Hoje é dia de tirar a camisa xadrez do armário, arrastar o sofá da sala e dançar muito forró. A partir das 19h, será realizado o Arraiá do Bem, da Casa de Francisco de Assis, em Laranjeiras, com as participações de Geraldo Azevedo, Mariana Aydar, Edu Krieger, Patricia Mellodi e Pedro Miranda, entre outros. Treze artistas ao todo vão animar a live, que será transmitida no canal da instituição no YouTube. A tradicional festa beneficente chega à sua 14ª edição, a segunda em formato on-line, devido à pandemia de Covid-19.

Com o objetivo de levantar fundos para as obras sociais da Casa de Francisco de Assis, o evento terá o ingresso no valor de R$ 10, com venda pelo site VoucherSeguro ou pelo WhatsApp 98814-4467.

O arraial será dividido em dois momentos. No palco, montado no estúdio Santa Locação, em Santa Teresa, três apresentadores — Lúcia Menezes, Marcelo Mimoso e Mariana Jascalevich — recebem parte dos artistas e ainda cantam e animam a festa com brincadeiras e interação com a banda Forró do Bem. As demais atrações vão aparecer em vídeos. Entre os destaques nas gravações está o pernambucano Geraldo Azevedo, que registrou duas músicas de São João em voz e violão especialmente para o evento.

— É um enorme prazer participar mais uma vez do Arraiá do Bem e contribuir para os projetos sociais da Casa São Francisco de Assis. Estamos passando por um momento muito difícil em nossa sociedade, e ações como essa ganharam ainda mais importância. Espero que vocês gostem das músicas que gravei para o show e participem junto comigo dessa festa linda — diz Geraldo Azevedo.

No palco, a piauiense Patricia Mellodi vai interpretar duas músicas de Dominguinhos: “Te faço um cafuné” e “Gostoso demais”.

— A ideia era que fosse o mais animado possível. Cada um escolheu dentro de um estilo. Escolhi Dominguinhos porque é melódico e ao mesmo tempo divertido, dá vontade de dançar. E é moderno. Eu adoro. Mas teremos também artistas que vão cantar Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro, entre outros — avisa.

Lúcia Menezes, que há dez anos apresenta o evento e canta nele vestida de noiva, adianta que vai exibir um estilo mais tradicional de São João, com canções como “Olha pro céu” e “Chegou a hora da fogueira”.

— Há uma década eu me arrumo com roupas, cores e adereços diferentes para o Arraiá do Bem. É uma festa linda, que reúne mais de quatro mil pessoas. Como no ano passado, neste não poderemos estar todos juntos, mas mesmo assim o arraial não perdeu a beleza e a alegria. Vamos fazer um grande evento — diz Lúcia.

A presidente da Casa de Francisco de Assis, Elizabeth Menezes Bomfim, lembra que, além do valor do ingresso, é possível fazer doações durante e após o evento.

— A transmissão é aberta a todos, e o valor do ingresso é uma forma de ajudar na manutenção dos projetos sociais, da distribuição das cestas básicas e de todo trabalho social da casa. A renda desse arraial é vital para a nossa instituição. Com a pandemia, muita gente que doava parou de doar, então esse evento se faz ainda mais importante. Ele só é possível com a força do voluntariado. Artistas que doam seus talentos, uma equipe grande de produtores que trabalha no amor e o público que, além de se divertir, vai poder ajudar a melhorar a vida de outras pessoas. Os projetos sociais são todos com foco na educação, que é como acreditamos que conseguimos transformar a vida das pessoas no nosso país — diz.

Fundada há 46 anos num casarão de Laranjeiras, a instituição atua em diferentes frentes, além de abrigar a Creche Santa Clara, inaugurada em 1996, com oito crianças, e que hoje ampara 72, que recebem tratamento médico, odontológico, terapêutico e psicológico. Atualmente, a casa conta com 120 voluntários, que atuam juntamente com os 27 funcionários contratados. A obra social é mantida majoritariamente por doações de pessoas físicas, e a prefeitura do Rio cobre o custo de 20 crianças.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos