Anac registrou 50 autos contra aéreas entre 13 e 27/12

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) registrou 50 autos de infração contra empresas aéreas por desrespeito aos direitos dos passageiros entre os dias 13 e 27 de dezembro, informou nesta sexta-feira o diretor-presidente da autarquia, Marcelo Guaranys. Segundo ele, esses autos devem gerar multas de até R$ 500 mil. O balanço final, detalhando as infrações por empresa e por aeroporto, deve ser divulgado somente após a operação de fim de ano.

"As infrações mais frequentes são falta de assistência aos passageiros, caso tenha um atraso muito grande, caso tenha um overbooking", declarou Guaranys após fazer uma inspeção no aeroporto internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão), no Rio.

Sobre as denúncias de problemas na realocação de passageiros da WebJet em voos da Gol, Guaranys afirmou que a Anac já notificou a companhia, que estaria cumprindo as determinações da agência.

"Fizemos uma notificação para deixar claro que a Gol é obrigada a reacomodar todo passageiro da WebJet sem custo. O passageiro que não ficou confortável com o voo que foi colocado tem direito de alterá-lo. Eventuais denúncias de qualquer irregularidade (gerarão) R$ 10 mil de multa para cada irregularidade", disse.

Carregando...