Anac multa Infraero por problemas nos aeroportos do Rio

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) vai multar a Infraero em até R$ 300 mil pelos problemas ocorridos nesta semana nos aeroportos do Rio. Segundo o presidente da autarquia, Marcelo Guaranys, no caso do Santos Dumont (voltado para voos domésticos), a multa será de R$ 250 mil - R$ 50 mil por cada um dos cinco dias em que o sistema em que o sistema de ar-condicionado não funcionou adequadamente. "Esse valor equivale a um terço da receita de embarque da Infraero naquele aeroporto por dia", disse ele.

Já a penalidade aplicada por conta do apagão no aeroporto internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão) pode variar de R$ 35 mil a R$ 50 mil. Guaranys deu as informações após fazer vistoria no Galeão ao lado do presidente da Infraero, Gustavo do Vale. O executivo disse que a estatal assume a responsabilidade pela falta de energia no aeroporto e diz que a agência reguladora agiu certo em autuar a empresa.

"Nós assumimos essa responsabilidade. Estamos apurando o que aconteceu", declarou Vale, que pediu desculpas aos passageiros pelos 19 voos que atrasaram em função do apagão. Segundo ele, após uma sobrecarga em um equipamento da subestação do aeroporto, o grupo de geradores levou 10 minutos para funcionar, porém deveriam ter tardado apenas três.

A Anac também vai multar as companhias aéreas em até R$ 500 mil por causa de 50 infrações cometidas neste fim de ano. O balanço final, detalhando as infrações por empresa e aeroporto, deve ser divulgado somente após a operação de fim de ano. "As infrações mais frequentes são falta de assistência aos passageiros, caso tenha um atraso muito grande, caso tenha um overbooking", declarou Guaranys.

Sobre as denúncias de problemas na realocação de passageiros da WebJet em voos da Gol, o presidente da Anac afirmou que a agência já notificou a companhia, que estaria cumprindo as determinações dadas. Depois de ter a compra da Webjet aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Gol decidiu fechar a empresa em novembro.

"Fizemos uma notificação para deixar claro que a Gol é obrigada a reacomodar todo passageiro da WebJet sem custo. O passageiro que não ficou confortável com o voo que foi colocado tem direito de alterá-lo. Eventuais denúncias de qualquer irregularidade (gerarão) R$ 10 mil de multa para cada irregularidade", disse.

De acordo com o ministro da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Wagner Bittencourt, que também participou da vistoria, o número de voos atrasados nos doze aeroportos incluídos na operação de fim de ano caiu 20% do começo de dezembro até o dia 27, em relação ao mesmo período do ano passado.

Apesar dos problemas no Galeão e no Santos Dumont, ele afirmou que o atendimento aos passageiros está melhorando. "Hoje (o sistema aeroportuário) está funcionando melhor, o atendimento está melhorando, mas temos sempre o que melhorar", avaliou.

Diante de perguntas de quem seria o culpado pela falta de energia no aeroporto na noite da última quarta-feira, o ministro esquivou-se, restringindo-se a falar sobre os investimentos que estão sendo feitos no Galeão.

Carregando...