Anac: demanda doméstica cresce 7,22% em novembro

A demanda por voos domésticos teve alta de 7,22% em novembro de 2012 ante igual mês do ano passado, informou nesta sexta-feira a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A taxa de ocupação nesse segmento foi de 76,25% em novembro, nível mais alto desde o início da série, há 12 anos.

Já a oferta doméstica, medida em assentos-quilômetros oferecidos, registrou redução de 5,68% no mesmo período. De acordo com a Anac, essa é a primeira redução na taxa verificada para o mês de novembro em oito anos.

A demanda acumulada de janeiro a novembro de 2012 aumentou 7,24% em relação ao mesmo período de 2011. Já a oferta do período registrou crescimento de 3,74%.

Entre as empresas que têm participação de mercado acima de 1%, a Gol foi a única que registrou queda na demanda em novembro de 2012 ante igual mês do ano passado (-0,9%). A maior alta foi registrada pela Avianca (97,11%). Já no grupo TAM (que inclui as operações da Pantanal), o crescimento da demanda foi de 15,06%.

Segundo a Anac, a Avianca também teve o maior crescimento da participação de mercado, atingindo uma fatia de 6,4% no segmento doméstico. O grupo TAM e a Gol lideraram o mercado doméstico no mesmo período com participação de 43,14% e 33,52%, respectivamente.

Mercado internacional

Em novembro, a demanda por voos internacionais operados pelas companhias aéreas brasileiras cresceu 2,67% ante igual mês de 2011. Enquanto a TAM registrou crescimento de 4,78% na demanda internacional em novembro de 2012, em relação ao mesmo mês do ano anterior, a Gol teve redução de 1,03%.

Quanto à participação de mercado, a TAM, com 90,35%, e a Gol, com 9,65%, representaram a totalidade das operações de empresas brasileiras no transporte aéreo internacional de passageiros em novembro de 2012.

A taxa de ocupação dos voos internacionais de passageiros operados por empresas brasileiras alcançou 72,42% em novembro de 2012, contra 74,97% do mesmo mês de 2011 - o que representa uma variação negativa de 3,40%.

Carregando...