Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.297,43
    +2.095,46 (+6,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Análise: Rigoni e Benítez comandam o meio de campo, mas São Paulo fica no empate por erros defensivos

·4 minuto de leitura


Na última quarta-feira (23)l o São Paulo recebeu o Cuiabá no Morumbi, em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor abriu o placar, sofreu a virada e empatou a partida ainda no primeiro tempo. Veja como jogou o São Paulo no empate por 2 a 2.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!

O treinador Hernán Crespo manteve seu padrão de três zagueiros para enfrentar o Cuiabá, substituindo os desfalcados com jogadores das respectivas posições, sem improvisar.

Assim, o time entrou em um 3-5-2 (em muitos momentos um 3-6-1), com Volpi no gol, Bruno Alves, Diego Costa e Léo na zaga, Orejuela na ala direita, Welington na ala esquerda, Liziero, Gabriel Sara e Benítez no meio de campo, Rigoni oscilando entre um segundo atacante um meia e Eder como centroavante.

Com a dupla de argentinos Rigoni e Benítez jogando lado a lado como titulares, o meio de campo foi controlado pelos dois, que, com o auxílio de Gabrie Sara e Liziero, foram os responsáveis pela produção ofensiva.

O primeiro gol da equipe nasce justamente de uma jogada dos dois, onde a dupla esbanjou entrosamento para abrir o placar.

O lance começa com Orejuela, que tem três opções de passe no meio de campo. Com Rigoni, Benítez e Eder, o Tricolor ocupou bem o espaço entre as linhas de defesa.

1º GOL SPFC X CUIABA
1º GOL SPFC X CUIABA

(Foto: Reprodução/GloboEsporte)

O grande momento do lance é no momento que o passe chega a Benítez. Em uma finta de corpo, o argentino finge que irá dominar a bola, mas a deixa passar para seu companheiro Rigoni, fugindo do marcador e abrindo uma linha de passe.

1º GOL SPFC X CUIABA
1º GOL SPFC X CUIABA

(Foto: Reprodução/GloboEsporte)

Assim Rigoni passa de primeira para que o camisa 8 receba cara a cara com Walter e abra o placar do jogo.

1º GOL SPFC X CUIABA
1º GOL SPFC X CUIABA

(Foto: Reprodução/GloboEsporte)

Porém, seis minutos depois, a equipe do Cuiabá aproveitou o rebote de uma falta, onde a bola bate e Benítez e sobra com o time visitante. Com a posse dentro da área, o passe é dado para a chegada de Rafael Gava, na entrada da área e desmarcado, que bate no canto alto de Volpi e empata o jogo.

Aos 38 minutos da primeira etapa, o Cuiabá virou o jogo. Após perder a bola no ataque, o São Paulo foi pego em um contra-ataque veloz e o posicionamento bagunçado da equipe pagou o preço quando Elton recebeu livre para cabecear.

Com o placar negativo e jogando em casa, o São Paulo apostou em uma jogada característica do time de Hernán Crespo, com amplitude e infiltração dos meio campistas.

O segundo gol foi um exemplo claro disso. Diego Costa abre a jogada na ponta direita, em um excelente passe para Rigoni. O argentino cruza a bola na área e Gabriel Sara chega de trás testando a bola para o fundo do gol, pegando a defesa de surpresa.

O segundo tempo foi mais discreto. O São Paulo insistiu na dupla Benítez e Rigoni para orquestrarem o time. Entretanto, a defesa do Cuiabá foi precisa ao dobrar a marcação em cima do camisa 8, impedindo-o de ter a bola em liberdade para achar seus companheiros.

Com isso, Liziero passou a ser mais acionado para a criação. Pela direita, a volta de Daniel Alves poderia ser um fator determinante para o time, mas, mesmo com a aproximação do camisa 10 em momentos de construção, o time não conseguiu penetrar o bloqueio do Cuiabá, que foi muito organizado.

De certa forma, a organização que o Cuiabá teve durante a partida foi, talvez, o fator que mais fez falta ao Tricolor no segundo tempo, explorando pouco as alas, usando pouco a infiltração e, mesmo tendo maior volume de jogo, não conseguindo chegar ao gol.

partida terminou em 2 a 2, resultado ruim para o São Paulo que esperava vencer sua primeira partida no Brasileirão, jogando em casa contra um adversário supostamente mais fraco.

Porém, o que foi visto em campo foi um Tricolor muito preso a nomes específicos na criação e um Cuiabá que cumpriu o jogo que se propôs a fazer, sendo organizado e cauteloso na defesa, mas explorando o contragolpe.

O São Paulo volta a campo no próximo domingo (27), às 20h30, para enfrentar o Ceará fora de casa, no Castelão, pela sétima rodada do Brasileirão. No mesmo dia e no mesmo horário, também pela sétima rodada do torneio, o Cuiabá enfrenta o Sport, na Ilha do Retiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos