Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.702,30
    +810,74 (+1,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Análise: liderado por Rafael Navarro, Botafogo vence e ganha confiança antes de clássico com o Vasco

·2 minuto de leitura


A maré do Botafogo, que há poucas semanas era de ondas irregulares, parece ter mudado de direção. A equipe conquistou a segunda vitória seguida na Série B do Brasileirão e passou do CSA por 2 a 0. Mais do que o placar, o Alvinegro, desta vez, teve uma atuação convincente, principalmente no segundo tempo.

+ Ataque do Botafogo se torna o terceiro melhor da Série B

Comandado por Luís Fernando Flores, auxiliar de Enderson Moreira, suspenso, a equipe mostrou alguns padrões que já haviam aparecido na vitória sobre o Confiança: a saída de bola foi realizada por três jogadores, mas novamente com Daniel Borges participando ao lado dos zagueiros. Guilherme Santos, nestas situações, chegou a se comportar como um ponta para "alargar" o campo.

O primeiro tempo teve poucos fatores positivos a serem destacados. A questão é que o Botafogo, mais uma vez, mostrou dificuldade para rodar a bola no meio-campo até o ataque. Muito disto se deu pela dupla Pedro Castro e Barreto, que, assim como em outras oportunidades juntos, pouco criou junto tendo a posse.

Diante da dificuldade de colocar a bola no chão e a falta de aproximação, o jogo direto virou a alternativa do Botafogo. E é nisto que o protagonista da partida entra em ação: Rafael Navarro foi a chave para a vitória. O camisa 99 venceu oito duelos - entre no chão e aéreos - de 13 tentados e foi um verdadeiro pesadelo para o CSA.

+ ATUAÇÕES: Rafael Navarro comanda a vitória do Botafogo sobre o CSA e recebe a maior nota

As duas assistências vão na conta da persistência, mas há muito mérito técnico de Navarro. Primeiro, por ter lutado no jogo físico com dois marcadores - e ter levado a melhor em grande parte das vezes. O jogo de costas do camisa 99 foi a alternativa de ouro para o Botafogo diante de um cenário de dificuldade de toques curtos.

De qualquer forma, o resultado positivo não é apenas importante em termos de tabela - a distância para o G4, agora, é de quatro pontos -, mas também para a moral. O Botafogo chega com confiança de duas vitórias seguidas para enfrentar o Vasco no próximo sábado, no Estádio Nilton Santos.

+ Confira a tabela da Série B

Ainda há erros de execução técnica no jogo do Botafogo de Enderson Moreira, mas o treinador tem um ponto positivo: mesmo em pouco tempo no cargo, trouxe a confiança e tirou o peso de lamentações e resultados negativos. Isto não é garantia de vitória no clássico, claro, mas deixa tudo menos complicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos