Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.791,79
    +1.085,88 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.239,11
    +409,80 (+0,84%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,38
    +1,56 (+2,44%)
     
  • OURO

    1.842,60
    +18,60 (+1,02%)
     
  • BTC-USD

    50.233,01
    +871,28 (+1,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.408,51
    +49,95 (+3,68%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.396,00
    +295,75 (+2,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4075
    -0,0050 (-0,08%)
     

Análise | HyperX Cloud II Wireless é evolução necessária para um best-seller

Felipe Ribeiro
·6 minuto de leitura

A HyperX tem se notabilizado por construir uma gama de produtos para gamers que consegue aliar perfeitamente o custo com o benefício. Desde seus teclados e mouses, passando pelos headsets, que são o grande carro-chefe da marca, o usuário sabe que terá em mãos um periférico de alto nível, seja qual for a sua necessidade.

Entretanto, se há um produto que ajudou a HyperX a construir o que podemos chamar de legado dentro do mercado de games foi seu mais icônico headset, o Cloud, que chega na segunda geração com uma grande novidade: agora ele ganhou uma versão sem fio, mas com a mesma qualidade de som de sua opção com cabo.

Durante os dias de avaliação do produto no Canaltech, ficou claro que a experiência foi idêntica a do Cloud II convencional, mas o fato de poder utilizar um headset dessa qualidade sem a necessidade de fios é algo que deixa tudo muito mais fácil e confortável.

A ausência da compatibilidade com o Xbox Series e Xbox One, contudo, é um problema, principalmente se levarmos em conta que ele só pode ser jogado sem fio.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech
Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Alto padrão

Por mais que esteja posicionado como um headset intermediário dentro da gama da HyperX, o Cloud II se destaca pela qualidade no acabamento e no conforto. Tudo nele transparece resistência, robustez e elegância, além de ser muito bem ajustável, caindo bem em todo o tipo de cabeça, mesmo com óculos. Isso fica ainda mais evidenciado quando o utilizamos por horas seguidas, não havendo fadiga ou outros incômodos.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech
Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

A estrutura do HyperX Cloud II é em alumínio e seus revestimentos alternam o plástico de boa qualidade e o couro sintético, que está presente nas conchas auriculares com o sistema de Memory Foam, e na haste sob a cabeça, o que proporciona ainda mais conforto para os usuários. Seu peso, por ser menor do que o do Cloud II convencional, vem bem a calhar e pode ser considerado uma evolução.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech
Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Entretanto, algo incomoda na construção do Cloud II, apesar de não ser necessariamente um problema: há dois fios protuberantes nas conchas auriculares que tiram um pouco da harmonia do conjunto, dando a impressão de "gambiarra" na conexão. Mesmo que os fios sejam com um material resistente, é uma bola fora.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech
Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

No geral, a aparência e conforto não apresentam nenhuma novidade, a não ser pela ausência da obrigação do uso de fios, que levou certos comandos, como o de volume, para uma das conchas auriculares. O que é muito bom, já que o Cloud II é um dos produtos mais bem resolvidos do mercado.

Som clássico

O Cloud II se mostra como uma boa opção em custo-benefício também por ser um headset com som de ótima qualidade. Entretanto, diferentemente do que acontece com outro modelo sem fio da marca, o HyperX Cloud Mix, aqui as coisas parecem estar mais bem alinhadas quando pensamos no uso wireless.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech
Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Isso porque a impressão que dá é que o Cloud II foi melhor projetado para o uso sem fio, fazendo com que a qualidade de som não caísse se compararmos com o modelo cabeado. Claro, os drivers de 53mm ajudam, além da impedância na casa dos 60 ohms, que dá um volume mais elevado ao produto.

A emulação do áudio 7.1 também ocorre com maestria, o que o coloca em um patamar acima com relação a muitos de seus concorrentes e, também, do seu irmão Mix. Ela pode ser ativada tanto em um botão no headset quanto no software gratuito Hyper NGenuity, que permite, inclusive, o registro de dois perfis de uso, com o ajuste do volume do som e do microfone.

Na jogatina, destaca-se o uso em games de tiro e corrida, apesar de os graves não estarem tão presentes como gostaríamos. A sensação de imersão, que é evidenciada também pelo excelente isolamento acústico, é algo notável. O uso para música e outras mídias segue o padrão e, com a benesse de ser sem fio, pode salvar o usuário em diversos momentos no seu dia a dia, sobretudo na madrugada, ao querer assistir a um filme com o máximo de detalhes de som.

O microfone segue o padrão da versão com fio, não apresentando pormenores em seu funcionamento, o que ajuda, claro, em jogos multiplayer. Sua desativação acontece tanto pelo NGenuity quanto por um botão no aparelho.

Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech
Imagem: Felipe Ribeiro/Canaltech

Já quando falamos em características específicas de headsets sem fio, como a autonomia da bateria e o distanciamento de uso, o Cloud II brilha. De acordo com a fabricante, o produto pode funcionar até 30 horas ininterruptas com uma única carga, mas, em nosso teste, atingiu 31 horas.

Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech
Imagem: Felipe Ribeiro/ Canaltech

Já sobre a distância, a HyperX prometeu funcionamento com até 20 metros longe da base. Com 10 metros, o som se manteve o mesmo, o que reforça a boa frequência de uso, que, segundo a marca, é de 2,4 GHz.

Sem compatibilidade com Xbox

Ao contrário de seu irmão com cabo, o Cloud II não é compatível com os consoles da Microsoft da atualidade, seja o Xbox Series X e S, seja o Xbox One. Isso ocorre porque a tecnologia de conexão sem fio dos videogames é proprietária e exigiria do produto da HyperX adaptadores USB extras para a conexão com as plataformas que ele já é compatível, no caso o PC, PlayStation 4 e 5 e Nintendo Switch.

Além disso, o fato de ele não poder ser utilizado com fio, impede, por exemplo, que o coloquemos nos controles do Xbox com a entrada P2. Essa situação pode obviamente ser explicada pela existência de uma opção dentro da própria linha da HyperX, que conta com o já mencionado HyperX Mix, que pode ser conectado, inclusive, em smartphones e tablets.

Ficha Técnica

Fone de ouvido

  • Driver - Dinâmico, 53 mm com ímãs de neodímio

  • Tipo - Circumaural, fechado

  • Resposta de frequência - 15Hz-20kHz

  • Impedância - 60 Ω

  • Nível de pressão sonora - 104dBSPL/mW a 1kHz

  • T.H.D. - ≤ 1%

  • Peso - 300 g

  • Peso com microfone - 309 g

  • Tipo e comprimento do fio - Cabo de carregamento USB (0,5 m)

  • Duração da bateria - 30 horas

  • Alcance do wireless - 2,4 GHz até 20 metros


Microfone

  • Elemento - Microfone condensador Electret

  • Padrão polar - Bidirecional, cancelamento de ruído

  • Resposta de frequência - 50Hz-6,8kHz

  • Sensibilidade - -20dBV (1V/Pa a 1kHz)

Veredicto

O HyperX Cloud II Wireless é a evolução nua e crua de um produto vencedor. Um headset com ótima qualidade de som e acabamento que passa confiança ao usuário. A falta de compatibilidade com os consoles Xbox, porém, é uma bola fora, mas que é compreensível.

O HyperX Cloud II já está disponível em todo o Brasil pelo preço sugerido de R$ 1.049,90.

No Canaltech, o HyperX Cloud II Wireless foi avaliado graças a uma unidade gentilmente cedida pela HyperX Brasil.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: