Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.904,96
    +1.427,15 (+4,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Análise: Boa atuação do Flamengo não pode ser desmerecida pelo abismo técnico que o separa do Coritiba

·2 minuto de leitura

É verdade que um abismo técnico separa os times do Flamengo e do Coritiba. Até por isso, a facilidade com que os rubro-negros venceram o adversário por 2 a 0 e confirmaram sua presença nas oitavas da Copa do Brasil não gerou nenhuma comemoração fora do normal na torcida. Mas, ainda assim, trata-se de um triunfo importante.

Mais uma vez o Flamengo atuou sem algumas de suas peças mais decisivas. E assim continuará pelas próximas semanas, já que o quarteto Gabigol, Everton Ribeiro, Arrascaeta e Isla está servindo suas respectivas seleções na Copa América. Por isso mesmo, mais do que o resultado positivo é a a boa atuação que deve empolgar os torcedores.

Não se pode ignorar que a maioria dos adversários nestes últimos jogos possui nível técnico muito inferior em relação ao do time rubro-negro. Desde a volta após o período de dez dias sem entrar em campo, o Flamengo enfrentou o Coritiba duas vezes, pela Copa do Brasil, e o América-MG, pelo Brasileiro. Mas, mesmo desfalcada, se a equipe tivesse jogado mal em algum destes compromissos teria sido questionada.

O duelo de ontem, em especial, pode ser considerado o mais fácil de todos. Os números mostram isso. O Flamengo teve 76% de posse e finalizou 20 vezes. O Coritiba, por sua vez, só conseguiu duas finalizações. Esta superioridade foi obtida por um time que manteve ritmo intenso de troca de passes, movimentou-se bem para encontrar espaços e marcou o adversário na saída de bola.

Individualmente, destaque para Vitinho, que segue fazendo sua melhor temporada pelo Flamengo, Bruno Henrique e Matheuzinho. Este vem aproveitado as chances e sai na frente de Rodinei na briga pelo posto de substituto de Isla.

De negativo, apenas o excesso de chances desperdiçadas. Pela facilidade com que chegou à área do Coritiba, os gols de Vitinho, aos 26 do primeiro tempo; e de Bruno Henrique, aos 20 da etapa final, foram pouco.

Em compensação, a defesa só tem o que celebrar. Já são cinco jogos sem ser vazada. Uma marca que não era alcançada desde 2018.

O rival das oitavas será conhecido no sorteio do próximo dia 22. Os duelos estão marcados para o final de julho e início de agosto. No sábado, o adversário será mais difícil: o Bragantino, no Maracanã, pelo Brasileiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos