Mercado fechará em 3 h 9 min
  • BOVESPA

    112.828,36
    +2.578,63 (+2,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.385,78
    +557,65 (+1,10%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,12
    +1,63 (+2,31%)
     
  • OURO

    1.779,60
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    43.335,29
    +625,54 (+1,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.085,54
    +45,06 (+4,33%)
     
  • S&P500

    4.404,67
    +50,48 (+1,16%)
     
  • DOW JONES

    34.355,11
    +435,27 (+1,28%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.170,50
    +146,50 (+0,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1980
    +0,0189 (+0,31%)
     

Amizade com Rayssa Leal, influência paterna... Fê Paes Leme comemora 'sucesso olímpico' na rede social

·2 minuto de leitura


Fernanda Paes Leme tem feito sucesso com vídeos descontraídos sobre as Olimpíadas em suas redes sociais. A paixão pelo esporte vem da relação com o pai, Álvaro José, jornalista da 'Band', e que está cobrindo seu 11º Jogos Olímpicos. Em entrevista a 'UOL', a atriz falou da influência do pai, o desejo em ser amiga da skatista Rayssa Leal, a importância da diversidade no esporte e detalhes de sua cobertura olímpica no Instagram.

+ Veja a tabela da Seleção Brasileira feminina em Tóquio!

INFLUÊNCIA DO PAI
- Super vem dele [paixão pelo esporte]! Único e total responsável. É o nosso assunto principal, o que faz a gente ficar horas conversando. Era esporte e 'Game of Thrones', mas a série acabou.

PAIXÃO PELO ESPORTE
Cresci com um pai ausente por conta do trabalho e quis saber o que ele fazia. Me apaixonei. Não de cara! Quando eu era pequena e ouvia a voz dele na TV, ficava brava porque ele não estava ali do meu lado. Quando passei a ficar ausente por causa do trabalho fui entender meu pai. Hoje é só admiração - diz a atriz, que também conta com a ajuda do irmão na edição de seu conteúdo para o Instagram.

COBERTURA OLÍMPICA NO INSTAGRAM
- Os vídeos estão indo muito bem! Muita gente fica surpresa com esse meu lado... Eu me divirto fazendo e vejo as pessoas se divertindo também. O que mais me deixa feliz é ver as pessoas se interessando pelo assunto por conta dos vídeos, enaltecendo os atletas e entrando no espírito olímpico de alguma forma. E não vi ninguém falando mal... Pelo menos não na minha frente - se diverte a atriz, cuja série se chama "Fepa cobrindo olimpíadas".

ADMIRAÇÃO POR RAYSSA
- Eu fui jogadora de vôlei de quadra, federada no clube Banespa. Não era a melhor, mas sempre tive muita raça! Era aquela que jogava todos os esportes e amava aula de educação física. Mas atuar sempre falou mais alto, desde muito nova, e aqui estou. Acho que se queimada fosse um jogo olímpico, eu ia arrasar [risos]. Mas dos esportes oficiais, adoraria competir no skate e ser amiga da Rayssa, ou no vôlei mesmo, já que foi o primeiro e único esporte que fui profissional, mesmo que dos 11 aos 13 anos.

DIVERSIDADE NO ESPORTE
A política está presente em tudo na nossa vida e ali não poderia ser diferente. O mundo muda e o esporte tem que mudar também. Ver uma atleta não-binário no skate me emocionou. Ver os jornalistas preocupados em acertar o pronome, aprender. É uma evolução. Ainda tem muito para ser transformado, corpos de mulheres sendo colocados à prova com uniformes obrigatórios que mostram demais o corpo e podem incomodar não deveriam ser obrigatórios. O espírito olímpico é lindo, mas nem sempre aparece. Ainda tem menos mulheres nos jogos, mas acredito que na próxima Olimpíada seremos 50%! Isso sim é ouro! - finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos