Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,91
    +0,77 (+0,90%)
     
  • OURO

    1.834,00
    +2,20 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    35.849,34
    +501,48 (+1,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    829,84
    +587,16 (+241,95%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,25 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.296,13
    -226,13 (-0,82%)
     
  • NASDAQ

    14.541,75
    +115,25 (+0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1787
    -0,0113 (-0,18%)
     

Amigos planejam faturar mais de R$ 1 milhão com e-commerce de quadros minimalistas

·1 min de leitura
Foto: Reprodução da internet.
Foto: Reprodução da internet.
  • Os dois amigos se conheceram quando trabalhavam para uma agência de publicidade;

  • Em 2020, a dupla criou a 'Boemi', loja online que vende quadros minimalistas;

  • Próximo de completar um ano de operação, o e-commerce planeja fatura mais de R$ 1 milhão.

Há anos, o artista brasileiro Fabio Milani vem recebendo holofotes por produzir pinturas hiper-realistas, obras dotadas de detalhes inimagináveis. Contudo, o palco também tem espaço para outros estilos. 

E com isso em mente, dois colegas de trabalho criaram um e-commerce de quadros minimalistas, a ‘Boemi’, que pretende faturar mais de R$ 1 milhão após um ano de funcionamento.

A dupla é composta por Fernando Vitorino, de 31 anos, e Cassiano Borges, de 32 anos. Os dois se conheceram no período em que trabalhavam para uma agência de publicidade em Campinas, município do interior de São Paulo.

Leia também:

O projeto começou a ser desenvolvido em 2020. Vitorino afirma que nenhum dos dois sabia muito sobre o mercado, mas que o instinto dizia que tudo daria certo. Como efeito, o empreendedor começou a buscar empresas para fornecer os quadros e os amigos começaram a produzir as artes.

Com 100 quadros em mãos, Borges desenvolveu o site. O que era planejado para ficar pronto em um mês levou seis meses. Por causa da grande variação de produtos, o e-commerce ficou tão lento que o dia do lançamento teve de ser adiado para um mês depois.

A divulgação dos produtos aconteceu pelas redes sociais, principalmente no Instagram, por meio de publicações diárias. No primeiro mês, o faturamento chegou a R$ 7 mil, e depois de um ano, a R$ 100 mil.

Para Vitorino, o sucesso está no aspecto único dos quadros, que envolve a mistura de estilos, indo do boho ao minimalista.

Cada um dos empreendedores administra o negócio à distância. Contudo, ambos pensam em elaborar um showroom para os clientes poderem visitar um espaço físico.

As informações são do Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos