Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.415,62
    +560,26 (+1,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Americano Crouser bate recorde mundial de arremesso de peso em pré-olímpico nos EUA

·1 minuto de leitura
Ryan Crouser comemora seu recorde mundial de arremesso de 23,37 m no pré-olímpico em Eugene, Oregon

O campeão olímpico Ryan Crouser quebrou o recorde mundial de arremesso do peso, que se mantinha havia 31 anos, nesta sexta-feira com um arremesso gigantesco de 23,37 metros nas provas pré-olímpicas nos Estados Unidos.

Crouser, medalhista de ouro nos Jogos do Rio de Janeiro-2016, superou o recorde anterior de seu compatriota Randy Barnes, de 23,12 metros, estabelecido em 1990, com seu quarto lançamento em uma final emocionante no Hayward Field em Eugene (Oregon).

O arremessador, nascido há 28 anos em Portland, Oregon, a 90 minutos de carro de Eugene, garantiu uma vaga nas Olimpíadas de Tóquio, que começam em 23 de julho.

Crouser já havia batido o recorde mundial da Barnes em ambientes fechados em janeiro, alcançando 22,82 metros em um evento no Arkansas.

Ultimamente, Crouser também estava perseguindo a marca de Barnes ao ar livre, da qual ele se aproximou com um lançamento de 23,01 metros no mês passado.

Nesta sexta-feira, nas rodadas anteriores, o americano mais uma vez demonstrou seu grande momento com um arremesso de 22,92 metros, a quinta melhor marca da história.

Na final da noite de sexta-feira, Crouser aproveitou para se aquecer com arremessos de 22,61m, 22,55m e 22,73m.

Mais tarde, na sua quarta sessao da final, surpreendeu o público com o espetacular lançamento em que bateu o recorde mundial.

Joe Kovacs, seu grande rival e campeão mundial em 2019, também se classificou para Tóquio ao terminar em segundo com um arremesso de 22,34 m. Payton Otterdahl foi o terceiro com 21,92 m.

rcw/gbv/ma/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos