Mercado fechado

American Airlines fecha em alta de mais de 41% com aumento na oferta de voos

Ivan Ryngelblum

O resultado de hoje representa a maior alta histórica das ações, em termos percentuais, e a maior cotação desde 10 de março, quando fechou em US$ 17 As ações da American Airlines fecharam a quinta-feira (4) em alta de 41,25% na Nasdaq, a US$ 16,74, depois que anunciou aumento na oferta de voos para a temporada de verão. O resultado de hoje representa a maior alta histórica das ações, em termos percentuais, e a maior cotação desde 10 de março, quando fechou em US$ 17,00.

A empresa vê maior demanda por viagens aéreas depois que boa parte da sua frota ficou ociosa durante a pandemia de covid-19. A aérea planeja voar em julho com 55% da capacidade que tinha em voos domésticos no mesmo mês do ano passado. A capacidade de todo o sistema aéreo para julho nos Estados Unidos seria equivalente a 40% da capacidade registrada em 2019.

A companhia vai aumentar o número de voos a partir de centros de operação, incluindo o aeroporto internacional Dallas Fort Worth e o aeroporto internacional Charlotte Douglas. A empresa vai oferecer voos para as principais cidades da Flórida, cidades da Costa do Golfo e destinos de montanha, à medida que os parques temáticos e nacionais começarem a reabrir. A American também divulgou que irá adicionar voos para Asheville e Charleston, na Carolina do Norte, e Savannah, na Georgia, para viajantes a negócios e lazer.

Na última semana de maio, a American Airlines transportou, em média, 110 mil passageiros por dia, um aumento de 71% em relação a abril.