Mercado fechado

Ameaça americana de novas tarifas preocupa União Europeia

(Arquivo) O comissário de Comércio da União Europeia, Phil Hogan

A Comissão Europeia se declarou "preocupada", nesta quarta-feira (24), com a ameaça dos EUA de aplicar novas tarifas sobre certos produtos, como parte da guerra comercial pelos subsídios à Airbus e Boeing.

O governo americano planeja impor tarifas adicionais de US$ 3,1 bilhões a produtos europeus, segundo um documento oficial divulgado na madrugada desta quarta-feira.

O escritório do Representante Comercial dos EUA estabeleceu a lista de novos produtos em uma convocação à consulta pública que durará até 26 de julho.

Esses tarifas, que podem chegar a 100%, foram autorizadas pela Organização Mundial do Comércio (OMC) para produtos importados da UE por até US$ 7,5 bilhões, em meio ao espinhoso caso dos subsídios à Airbus e à americana Boeing.

"Esta ameaça cria incertezas para as empresas e causa danos econômicos inúteis a ambos os lados do Atlântico, no momento em que as empresas tentam superar as dificuldades econômicas causadas pela crise da Covid-19", assinalou uma porta-voz do Executivo europeu em comunicado. "Estamos preocupados porque as novas tarifas podem ir além do que é autorizado pela OMC", aponta o texto.

A própria UE espera, por sua vez, uma decisão da OMC sobre o caso dos subsídios à Boeing. "Esperamos que a organização anuncie sua decisão arbitral sobre o caso no começo de julho", disse no começo do mês o comissário de Comércio europeu, Phil Hogan.