Mercado abrirá em 3 h 17 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,64
    -1,31 (-1,87%)
     
  • OURO

    1.795,10
    +9,90 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    56.518,96
    -842,64 (-1,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.429,31
    +0,38 (+0,03%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.050,63
    -59,32 (-0,83%)
     
  • HANG SENG

    23.475,26
    -376,98 (-1,58%)
     
  • NIKKEI

    27.821,76
    -462,16 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.333,75
    -57,00 (-0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3506
    +0,0214 (+0,34%)
     

AMD Ryzen 7000H para laptops tem existência de CPU de 16 núcleos Zen 4 reforçada

·3 min de leitura

Detalhes das próximas gerações de processadores da AMD já começaram a vazar, indicando que a empresa prepara boas novidades para as novas CPUs. Estão entre os destaques os chips Ryzen 6000H, que apesar de não trazerem grandes mudanças em processamento, mesmo com a adoção da litografia de 6 nm, devem ser as primeiras a oferecer GPUs RDNA 2, bem como estrear as memórias DDR5 nas soluções do time vermelho.

Também circulam informações sobre a linha Ryzen 7000, que deve marcar modificações mais profundas ao trazer ao público a aguardada microarquitetura Zen 4, incluindo a presença de modelos ainda mais poderosos nos laptops. Agora, cortesia do leaker Greymon55, um novo rumor reforça a possibilidade de vermos CPUs entusiastas com alta contagem de núcleos em notebooks equipados com chips AMD.

Ryzen 7000H "Raphael" pode chegar aos notebooks com até 16 núcleos

Segundo o rumor, a AMD deve reajustar suas ofertas para notebooks de alto desempenho ao trazer duas famílias diferentes de chips para soluções portáteis, em vez de apenas uma, como foi o caso de gerações passadas. A principal delas, e possivelmente mais popular, será a Phoenix-H, que oferecerá CPUs de até 8 núcleos e 16 threads baseados em Zen 4, com litografia de 5 nm e consumo abaixo dos 40 W.

Caso siga a estratégia dos antecessores, os chips Phoenix-H devem equipar a maioria dos laptops gamer, especialmente os de entrada e intermediários, focados no custo-benefício. Para complementar essas soluções, e começar a atender o público entusiasta, a AMD pode ainda trazer ao mercado a família Raphael-H, que compartilha o mesmo codinome da linha Raphael para desktops.

Exatamente como o codinome sugere, esses processadores podem ser versões adaptadas dos modelos para desktop, trazendo assim até 16 núcleos e 32 threads, algo até então inédito em notebooks, com consumo superior a 45 W. Diante disso, é provável que apenas laptops significativamente mais robustos, os "muscle notebooks", tragam a família Raphael-H.

Outro ponto interessante apontado por Greymon55 é a existência das famílias Granite Ridge e Strix Point, esperadas para o final de 2023 sob a nomenclatura Ryzen 8000. Além de vermos uma mescla de chips em 5 nm e 3 nm na primeira, espera-se que a segunda marque a primeira aposta da empresa em arquiteturas híbridas, possibilidade que ganhou força com o mais recente anúncio da marca.

Zen 4 já teve primeiros detalhes divulgados pela AMD

A AMD realizou no início da semana evento dedicado ao mercado de servidores e data centers, no qual anunciou os primeiros processadores a chegar ao mercado com a tecnologia 3D V-Cache de cache empilhado. Surpreendendo a todos, a gigante trouxe ainda os primeiros detalhes da família EPYC Genoa, baseada na microarquitetura Zen 4 — ainda que não seja voltada ao público, a linha Genoa pode dar um vislumbre do que veremos na linha Ryzen 7000.

A empresa confirmou que sua próxima microarquitetura será fabricada em 5 nm, trazendo desta maneira 25% mais desempenho, com o dobro de densidade e de eficiência energética. Fora isso, haverá ainda suporte às memórias DDR5 e ao novo barramento PCI-E 5.0, que deve permitir a criação de expansões de hardware como SSDs com velocidade de até 14 GB/s.

A AMD reforçou a possibilidade de vermos uma família de CPUs Ryzen híbrida com o anúncio dos núcleos Zen 4c (Imagem: Divulgação/AMD)
A AMD reforçou a possibilidade de vermos uma família de CPUs Ryzen híbrida com o anúncio dos núcleos Zen 4c (Imagem: Divulgação/AMD)

Outro destaque foi a revelação da linha EPYC Bergamo com núcleos Zen 4c, mais simples, focados no desempenho multi-core, que podem eventualmente chegar aos chips Ryzen para estrear as soluções de arquitetura híbrida da companhia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos