Mercado fechará em 3 h 2 min
  • BOVESPA

    113.325,60
    -382,16 (-0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.432,04
    -302,00 (-0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,98
    +1,87 (+2,12%)
     
  • OURO

    1.771,70
    -5,00 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    23.354,03
    -72,88 (-0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    557,37
    -0,36 (-0,06%)
     
  • S&P500

    4.270,60
    -3,44 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.867,47
    -112,85 (-0,33%)
     
  • FTSE

    7.541,85
    +26,10 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    19.763,91
    -158,54 (-0,80%)
     
  • NIKKEI

    28.942,14
    -280,63 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.510,00
    +16,75 (+0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2478
    -0,0114 (-0,22%)
     

AMD Ryzen 7000 tem lançamento confirmado para setembro

Em conferência a investidores realizada na noite desta terça-feira (2), a AMD confirmou que os aguardados Ryzen 7000 serão lançados até o final de setembro. Prometendo grande salto de desempenho graças ao uso dos novos núcleos Zen 4, os chips tiveram ainda uma data precisa para anúncio indicada por novos rumores, bem como mais detalhes de disponibilidade e possíveis preços.

Linha Ryzen 7000 estreia em setembro

Durante a apresentação, a CEO da AMD, Dra. Lisa Su, confirmou que os novos processadores da família Ryzen 7000 serão lançados ainda durante o terceiro trimestre de 2022, cujo término acontece em setembro. Até então, os chips eram esperados apenas para o outono do hemisfério norte, prazo que se enquadrava entre os meses de setembro e dezembro.

Com o anúncio desta terça, é praticamente certo que a próxima geração de CPUs da companhia será apresentada em setembro. Ainda durante a conferência, a executiva destacou a estreia do soquete AM5 e do uso da microarquitetura Zen 4 para entregar alta performance para games e criação de conteúdo, e reforçou o lançamento de GPUs Radeon baseadas em RDNA 3 e CPUs para servidores EPYC neste ano.

Apesar de não haver informações oficiais sobre datas, rumores divulgados por fontes do site WCCFTech e do canal do YouTube RedGamingTech indicam prazos precisos para o lançamento, disponibilidade global e até mesmo preços. Ao que parece, a AMD deve apresentar oficialmente a linha de CPUs em 29 de agosto, com os primeiros reviews sendo liberados em 13 de setembro. As vendas começam então dois dias depois, em 15 de setembro.

Conforme a própria fabricante "confirmou" em sua biblioteca pública de mídias, a família Ryzen 7000 deve ser composta inicialmente por quatro modelos, listados a seguir com os supostos preços apontados pelos rumores:

  • Ryzen 9 7950X — US$ 799 (~R$ 4.220)

  • Ryzen 9 7900X — US$ 549 (~R$ 2.900)

  • Ryzen 7 7700X — US$ 349 (~R$ 1.850)

  • Ryzen 5 7600X — US$ 299 (~R$ 1.590)

Para anúncios futuros, são esperados ainda o Ryzen 7 7800X, com preço especulado de US$ 449 (~R$ 2.370), e o Ryzen 5 7600, possivelmente vendido por US$ 229 (~R$ 1.210). Fora isso, a gigante confirmou que trará de volta a tecnologia 3D V-Cache de cache empilhado, mas não há informações sobre especificações e prazo de disponibilidade dos modelos especiais no momento.

Chips trazem núcleos Zen 4 e clocks de mais de 5 GHz

A família AMD Ryzen 7000 promete proporcionar um dos maiores upgrades da linha Ryzen, apresentando melhorias substanciais em inúmeros aspectos. Fabricados no processo N5 de 5 nm da TSMC, os chips embarcam a nova microarquitetura Zen 4 que, segundo a empresa, proporcionaria mais de 25% de ganhos em performance por Watt e até 10% de avanço em Instruções por Clock (IPC), aliados a frequências que ultrapassam com facilidade os 5,0 GHz.

Equipados com os novos núcleos Zen 4, os chips Ryzen 7000 prometem avanços ambiciosos em frequências e performance (Imagem: AMD)
Equipados com os novos núcleos Zen 4, os chips Ryzen 7000 prometem avanços ambiciosos em frequências e performance (Imagem: AMD)

Em uma demo do game Ghostwire: Tokyo, o modelo mais poderoso com 16 núcleos chegou a ser exibido atingindo clocks de cerca de 5,5 GHz em múltiplos núcleos sem a aplicação de overclocking, feito impressionante quando consideramos que a geração anterior apresentava dificuldade de chegar aos 5,0 GHz.

Também estão entre os destaques das CPUs estreantes a presença de GPUs integradas RDNA 2 em toda a família, uso exclusivo de RAM DDR5 para turbinar a performance e a adição de instruções dedicadas a Inteligência Artificial, incluindo o formato AVX-512.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos