Mercado abrirá em 5 h 32 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,40
    +0,10 (+0,14%)
     
  • OURO

    1.781,40
    +4,70 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    34.178,15
    +1.094,23 (+3,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    820,09
    +33,47 (+4,26%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.132,96
    +22,99 (+0,32%)
     
  • HANG SENG

    29.288,85
    +406,39 (+1,41%)
     
  • NIKKEI

    29.066,18
    +190,95 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    14.360,50
    +6,25 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8696
    +0,0073 (+0,12%)
     

AMD pode lançar novas CPUs Ryzen "Zen 4" e GPUs Radeon "RDNA 3" no final de 2022

·3 minuto de leitura

A AMD está em um excelente período, dando trabalho para rivais como Intel e Nvidia. Enquanto a linha Ryzen 5000, baseada na microarquitetura Zen 3, ganha o mercado pelo forte desempenho em jogos e aplicações profissionais, as placas de vídeo Radeon RX 6000 ameaçam a linha GeForce com performance similar e a estreia de recursos que tornam as GPUs da AMD mais competitivas, como o recém-anunciado FidelityFX Super Resolution.

Sabe-se que a fabricante já prepara a próxima geração de processadores e placas de vídeo, baseados nas novas microarquiteturas Zen 4 e RDNA 3, com rumores sugerindo que o salto de desempenho será grande, graças a mudanças profundas feitas na estrutura dos chips. Previstas para 2022, as novidades acabam de ganhar uma janela de lançamento mais precisa em um novo rumor.

Ryzen "Zen 4" e Radeon "RDNA 3" chegam no final de 2022

Segundo o leaker @Broly_X1, os primeiros chips com as novas microarquiteturas da AMD chegarão juntos, durante o quarto trimestre de 2022, que compreende os meses entre outubro e dezembro. Se o lançamento da linha Ryzen 5000 servir de indicativo, o anúncio da próxima geração de processadores e placas de vídeo da empresa deve acontecer em algum momento do mês de outubro.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O rumor também aponta que as GPUs RDNA 3 atingirão a fase de "tape-out" ainda em 2021. O termo é usado para indicar que a fita de circuitos que será aplicada sobre a placa está finalizada, e será então enviada para as fábricas, para que a etapa de produção seja iniciada. Isso sugere que o desenvolvimento das próximas placas de vídeo da família Radeon já está bastante avançado.

Zen 4 e RDNA 3: o que se sabe das novas microarquiteturas?

Destinada à suposta família Ryzen 6000, a microarquitetura Zen 4 promete ser mais uma revolução na linha de processadores da AMD. Esperadas para serem fabricadas no processo de 5 nm da TSMC, as CPUs Zen 4 estrearão a nova plataforma AM5, com soquete LGA1718, o suporte a memórias DDR5 em dual-channel e um aumento nos canais PCI-E 4.0, que passam a ser 28 ligados diretamente à CPU.

Os chips Ryzen baseados em Zen 4 chegam fabricados em 5 nm e podem entregar desempenho 25% superior (Imagem: Divulgação/AMD)
Os chips Ryzen baseados em Zen 4 chegam fabricados em 5 nm e podem entregar desempenho 25% superior (Imagem: Divulgação/AMD)

As grandes novidades chegarão na forma do ganho massivo de instruções por clock (IPC) de 25%, o que na prática significa 25% de aumento no número de comandos realizados por segundo, além da estreia da microarquitetura RDNA 2 nas GPUs integradas dos processadores, promovendo outro salto substancial em desempenho gráfico.

A microarquitetura RDNA 3 deve equipar a família Radeon RX 7000, também sendo baseada no processo de 5 nm. Há menos informações sobre as GPUs, mas acredita-se que a AMD deve adotar o uso de chiplets, isto é, diversos chips menores com alto números de núcleos para aumentar a contagem total. Isso faria com que as placas RX 7000 chegassem a mais de 10 mil núcleos, contra 5.120 da RX 6900 XT.

Também esperadas para chegar em 5 nm, as placas de vídeo baseadas em RDNA 3 podem trazer ganho de performance na casa dos 50% (Imagem: Divulgação/AMD)
Também esperadas para chegar em 5 nm, as placas de vídeo baseadas em RDNA 3 podem trazer ganho de performance na casa dos 50% (Imagem: Divulgação/AMD)

Essas modificações prometem entregar ganhos similares aos que a linha RX 6000 trouxe sobre a série RX 5000, o que significa que podemos esperar por algo próximo dos 50%.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos