Mercado fechará em 1 h 17 min

AMD lança linha Ryzen 5000C com núcleos Zen 3 para Chromebooks

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A AMD anunciou nesta quinta-feira (4) a nova família de processadores Ryzen 5000C, destinada a Chromebooks premium. A linha, que inclui o primeiro processador de 8 núcleos de alta performance para dispositivos com ChromeOS, promete entregar desempenho elevado e segurança avançada para estudantes, pequenas empresas e o trabalho híbrido, sem abrir mão da eficiência energética pela qual os chips Ryzen são conhecidos.

Ryzen 5000C traz até 8 núcleos Zen 3 aos Chromebooks

Durante a apresentação dos novos processadores, a AMD destacou como o trabalho remoto e híbrido, além do uso da nuvem para gerenciamento e compartilhamento de arquivos, cresceu vertiginosamente durante a pandemia, pontos em que Chromebooks se destacam por oferecer portabilidade e ter exatamente o funcionamento em nuvem como foco.

No entanto, como consequência negativa desse cenário, os crimes virtuais também demonstraram crescimento, especialmente diante dos desafios de se compartilhar e gerenciar dados sensíveis remotamente. Visando entregar desempenho, autonomia e maior segurança para estudantes, pequenas empresas e outros usuários que tiram proveito da portabilidade do ChromeOS, a AMD desenvolveu a linha Ryzen 5000C.

Com núcleos Zen 3, GPUs integradas Vega e consumo de 15 W, a família AMD Ryzen 5000C é composta de 4 modelos (Imagem: AMD)
Com núcleos Zen 3, GPUs integradas Vega e consumo de 15 W, a família AMD Ryzen 5000C é composta de 4 modelos (Imagem: AMD)

Baseada na microarquitetura Zen 3, mesma dos Ryzen 5000 para Windows, e com consumo estabelecido em 15 W, a família é composta por quatro modelos e liderada pelo Ryzen 7 5825C, primeiro chip de 8 núcleos de alto desempenho a ser disponibilizado para Chromebooks.

Um espelho do recém-anunciado Ryzen 7 5825U, a solução traz 8 núcleos e 16 threads, 16 MB de cache L3, clock base de 2,0 GHz, boost de 4,5 GHz e GPU Vega 8, com 8 núcleos rodando a até 1,8 GHz.

Logo abaixo está o Ryzen 5 5625C, espelhando o recente Ryzen 5 5625U, com 6 núcleos e 12 threads, clock base de 2,3 GHz, boost de 4,3 GHz e 16 MB de cache L3. A GPU é a Vega 7, de 7 núcleos rodando a até 1,6 GHz.

Os Ryzen 5000C serão destinados a Chromebooks premium, com os Ryzen e Athlon 3000C se mantendo nos segmentos mainstream e de entrada (Imagem: AMD)
Os Ryzen 5000C serão destinados a Chromebooks premium, com os Ryzen e Athlon 3000C se mantendo nos segmentos mainstream e de entrada (Imagem: AMD)

O Ryzen 3 5425C espelha o Ryzen 3 5425U para Windows, contando com 4 núcleos e 8 threads, clock base de 2,7 GHz, boost de 4,1 GHz e 8 MB de cache L3. O processamento gráfico por aqui fica a cargo da Vega 6, de 6 núcleos rodando a até 1,5 GHz.

Mais básico da nova linha, o Ryzen 3 5125C é o único a trazer uma configuração inédita, embarcando 2 núcleos e 4 threads, com clock de 3,0 GHz sem suporte a boost e 8 MB de cache L3. A GPU integrada é uma Vega 3, com 3 núcleos rodando a 1,2 GHz.

A gigante explica que a família Ryzen 5000C será destinada a Chromebooks premium, com tela de resolução elevada, construção de alta qualidade e os recursos mais avançados dentro do ecossistema do ChromeOS. Para os segmentos intermediário e de entrada, voltados para tarefas mais simples e navegação pela web, a empresa manterá os Ryzen e os Athlon 3000C, bem como a linha numerada 3015Ce, equipados com núcleos Zen+.

Foco em bateria, portabilidade e segurança

Comparados com os Ryzen 3000C, os novos Ryzen 5000C entregam enormes saltos de desempenho. De acordo com os números da AMD, o Ryzen 7 5825C é até 67% superior em navegação na web, 107% melhor em multitasking e processamento multi-core e até 85% superior em processamento gráfico quando comparado ao Ryzen 7 3700C, topo de linha da geração anterior.

As novidades sprometem desempenho bastante competitivo contra a linha Intel Tiger Lake-U de 11ª geração (Imagem: AMD)
As novidades sprometem desempenho bastante competitivo contra a linha Intel Tiger Lake-U de 11ª geração (Imagem: AMD)

Apesar dos saltos impressionantes, vale destacar que a linha 3000C é baseada em núcleos Zen+ de 12 nm, duas gerações mais velhos que a microarquitetura Zen 3, ponto que contextualiza os números. Ainda assim, as promessas se mantém sólidas quando comparadas aos rivais Intel Tiger Lake-U, componentes mais poderosos que a Intel oferece a Chromebooks no momento — soluções baseadas na nova família Alder Lake-U já estão a caminho, no entanto.

A família Ryzen 5000C promete ter a autonomia como maior destaque, atingindo até 13 horas de uso, 94% a mais que os concorrentes de 11ª geração da Intel (Imagem: AMD)
A família Ryzen 5000C promete ter a autonomia como maior destaque, atingindo até 13 horas de uso, 94% a mais que os concorrentes de 11ª geração da Intel (Imagem: AMD)

Comparado ao Core i7 1185G7, o Ryzen 7 5825C ofereceria 7% melhor navegação na Internet, desempenho em multitarefas 25% superior e 10% melhor performance gráfica. Apesar dos números não serem especialmente impressionantes considerando a presença de 8 núcleos e de GPUs Vega, é na autonomia que os novos chips realmente se destacam.

Exibindo um comparativo entre o Core i5 1135G7 e o Ryzen 5 5625C, a AMD garante que os Ryzen 5000C entregam 94% mais tempo de uso, com até 13 horas de autonomia. A empresa destaca a litografia de 7 nm, além do suporte a carregamento rápido e retorno instantâneo do modo de hibernação.

Para garantir a segurança dos usuários, alguns dos recursos da suíte Ryzen PRO foram implementados (Imagem: AMD)
Para garantir a segurança dos usuários, alguns dos recursos da suíte Ryzen PRO foram implementados (Imagem: AMD)

Pensando no trabalho híbrido, os lançamentos também embarcam algumas das soluções de segurança da suíte Ryzen PRO, incluindo secure boot com criptografia, integração aos recursos de segurança do ChromeOS e dos serviços de nuvem do Google, como o Google TPM, e as funcionalidades de proteção oferecidas pelas fabricantes dos Chromebooks.

Disponibilidade com designs de Acer e HP

A família Ryzen 5000C estreia em dois modelos de Chromebooks de Acer e HP, ambos equipados com o topo de linha Ryzen 7 5825C. Com 14 polegadas e formato 2 em 1, o Acer Chromebook Spin 514 se destaca por trazer construção de metal com certificação militar MIL-STD-810H de resistência a quedas e impactos, tela com 100% de cobertura da gama sRGB, vidro Gorilla Glass, até 256 GB de armazenamento SSD M.2 NVMe PCIe 3.0, Wi-Fi 6 e Bluetooth 5.2.

O Acer Chromebook Spin 514 traz Ryzen 7 5825C, certificação militar, formato 2 em 1 e tela com 100% de sRGB (Imagem: AMD)
O Acer Chromebook Spin 514 traz Ryzen 7 5825C, certificação militar, formato 2 em 1 e tela com 100% de sRGB (Imagem: AMD)

Já o HP Elite C645 G2 Chromebook emprega um design tradicional também fabricado em metal, tela de 14 polegadas, conectividade avançada com Wi-Fi 6E, Bluetooth 5.2 e 4G opcional, webcam de 5 MP e outros recursos de segurança pensadas para companhias, como biometria com digital e leitor de smart cards.

O HP Elite C645 G2 Chromebook traz design tradicional, Bluetooth 5.2, Wi-Fi 6E, leitor de digitais e porta para uso de smart cards (Imagem: AMD)
O HP Elite C645 G2 Chromebook traz design tradicional, Bluetooth 5.2, Wi-Fi 6E, leitor de digitais e porta para uso de smart cards (Imagem: AMD)

Ainda não há preços ou prazos para que as novidades cheguem ao mercado, mas a AMD afirma que a estreia dos modelos "é iminente".

AMD Ryzen 5000C: ficha técnica

Processador

Núcleos/Threads

Frequência (Base/Boost)

Arquitetura

Litografia

Gráficos

Consumo (TDP)

Ryzen 7 5825C

8/16

2,0 GHz/4,5 GHz

Zen 3

7 nm

Vega 8 (8 núcleos, 1,8 GHz)

15 W

Ryzen 5 5625C

6/12

2,3 GHz/4,3 GHz

Zen 3

7 nm

Vega 7 (7 núcleos, 1,6 GHz)

15 W

Ryzen 3 5425C

4/8

2,7 GHz/4,1 GHz

Zen 3

7 nm

Vega 6 (6 núcleos, 1,5 GHz)

15 W

Ryzen 3 5125C

2/4

3,0 GHz/3,0 GHz

Zen 3

7 nm

Vega 3 (3 núcleos, 1,2 GHz)

15 W

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos