Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.920,61
    +356,17 (+0,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.934,91
    +535,11 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,76
    +0,05 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.815,00
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    56.160,49
    -803,23 (-1,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.458,84
    -12,58 (-0,85%)
     
  • S&P500

    4.201,62
    +34,03 (+0,82%)
     
  • DOW JONES

    34.548,53
    +318,19 (+0,93%)
     
  • FTSE

    7.076,17
    +36,87 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.785,25
    +147,79 (+0,52%)
     
  • NIKKEI

    29.429,51
    +98,14 (+0,33%)
     
  • NASDAQ

    13.647,00
    +49,25 (+0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3655
    -0,0011 (-0,02%)
     

AMD compra Xilinx em acordo de US$ 35 bilhões em ações

Wagner Wakka
·1 minuto de leitura

A AMD começou o processo de compra total da Xilinx, fabricantes de componentes em FPGA. O acordo entre as duas será de compra total das ações pela AMD, já detém 74% dos papeis da empresa.

A Xilinx é conhecida pela fabricação de soluções adapatativas para computação. As duas empresas já trabalhavam juntas, sendo que a aquisição poderia reduzir custos operacionais da AMD em US$ 300 milhões nos 18 meses seguintes.

“Juntos, vamos liderar uma nova era da computação adaptativa e de alto desempenho. Nossos FPGAs de topo de linha, SoC adaptáveis, aceleradores e soluções em SmartNIC permitem inovação em nuvem, tanto em servidores quanto em aparelhos’, explica Victor Peng, CEO da Xilinx.

A aquisição, portanto, tem um valor importante para a AMD no setor de processadores voltados para servidores e computação em nuvem.

A movimentação também é uma resposta à compra da Altera, também empresa de FPGA, em dezembro de 2015, pela Intel. Acordo contabilizado em US$ 16, 7 bilhões.

A compra dos papeis da Xilinx devem somar o aporte de US$ 35 bilhões. Com isso, as duas empresas agora contam com 13 mil engenheiros trabalhando em diversos setores de pesquisa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: