Mercado fechado

Ambipar Response compra Witt O’Briens em negócio de US$161,5 mi

SÃO PAULO (Reuters) - A empresa brasileira de serviços ambientais Ambipar anunciou nesta quarta-feira que sua subsidiária Ambipar Response adquiriu a norte-americana Witt O’Briens, em transação avaliada em 161,5 milhões de dólares ('enterprise value').

A Witt O’Briens atua no setor de gerenciamento de crises e emergências para clientes corporativos de grande porte e oferece consultoria no desenvolvimento de programas de emergência e resiliência para o setor governamental dos Estados Unidos, segundo a Ambipar. Em 2021, seu faturamento foi de 191,9 milhões de dólares.

"Esta aquisição é transformacional para a Ambipar Response, que terá acesso ao mercado de resposta a emergência global", disse a Ambipar, acrescentando que a transação reforça a presença da subsidiária nos continentes que já atua e permite a sua entrada na Ásia e Oceania.

Às 11h07 as ações da Ambipar subiam 2,6%, a 28,37 reais, após queda de 4,59% na véspera. No mesmo horário, o Ibovespa, índice do qual o papel não faz parte, avançava 0,36%.

A aquisição da empresa norte-americana acelera o crescimento da Ambipar Response nos EUA, com possibilidade de integração das operações já existentes, atuação no setor público do país, que tem exigências próprias para atendimento, e maior facilidade para acesso a projetos de larga escala.

A Witt O’Briens tem mais de 1.000 funcionários e estrutura global com atuação em países como China, Índia, Japão, Noruega e França.

A conclusão da aquisição está sujeita, entre outros fatores, ao cumprimento de condições precedentes habituais e a Ambipar estima um prazo de até 60 dias para seu fechamento.

A Ambipar Response firmou em julho um acordo com a HPX, uma companhia de cheque em branco (SPAC), para formar a Ambipar Emergency Response, que terá ações listadas em Nova York.

Em comunicado paralelo ao mercado nesta quarta-feira, a Ambipar disse que não tem conhecimento de qualquer ocorrência em virtude da qual a transação com a HPX poderia ser desfeita. O posicionamento veio após questionamentos da Comissão de Valores Mobiliários, na esteira de rumores repercutidos na mídia.

Além do segmento de prevenção e respostas a emergências, o grupo Ambipar também atua na gestão de resíduos.

(Por Andre Romani)