Mercado abrirá em 6 h 4 min
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,70
    +0,24 (+0,38%)
     
  • OURO

    1.763,40
    -3,40 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    61.523,29
    -1.797,40 (-2,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.363,56
    -17,39 (-1,26%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.983,50
    +43,92 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    28.952,15
    +159,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    13.978,50
    -35,50 (-0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7152
    -0,0059 (-0,09%)
     

Ambientalistas denunciam Chevron por política ambiental enganosa

·1 minuto de leitura
A ação contra a Chevron é a primeira baseada nas "Regras Verdes" da Comissão Federal de Comércio (FTC)

Três grupos ambientalistas, incluindo o Greenpeace, denunciaram a petrolífera Chevron às autoridades dos Estados Unidos nesta terça-feira (16) por aplicar políticas ambientais enganosas.

"A denúncia alega que a Chevron está constantemente apresentando uma imagem amigável em relação ao clima e à justiça racial, mas seus negócios são baseados em combustíveis fósseis que poluem o clima, que prejudicam desproporcionalmente as comunidades de cor", acusaram os ambientalistas.

Esta ação é a primeira baseada nas "Regras Verdes" da Comissão Federal de Comércio (FTC) contra uma empresa acusada de "enganar os consumidores sobre o clima e o impacto ambiental de suas operações".

O Greenpeace, a Global Witness e a Earthworks pediram "a eliminação dessas alegações enganosas, a disseminação de mensagens corretivas e a avaliação adequada das reparações previstas em lei".

A denúncia afirma que a Chevron, que esses grupos consideram a empresa mais poluente do mundo, gasta menos de 0,2% de seu capital em energia renovável, enquanto afirma produzir energia mais limpa e deturpa os benefícios do biometano, entre outros.

As "Regras Verdes" da FTC estabelecem princípios para que as alegações sobre questões ambientais não enganem os consumidores.

Por sua vez, a Chevron qualificou as acusações de "frívolas".

"Estamos tendo conversas honestas sobre a transição energética. Acreditamos que o futuro da energia é menos carbono e estamos trabalhando para ajudar o mundo a atingir essa meta", defendeu-se a empresa em nota.

A gigante do petróleo disse que investirá mais de 3 bilhões de dólares até 2028 para avançar na transição energética e apoia "políticas de precificação de carbono bem elaboradas".

jum-hs/wat/gm/yo/am/mvv