Mercado abrirá em 7 h 25 min
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,97
    +0,69 (+0,63%)
     
  • OURO

    1.853,20
    +11,10 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    30.163,15
    +776,96 (+2,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    673,90
    +0,52 (+0,08%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.334,17
    -383,07 (-1,85%)
     
  • NIKKEI

    26.894,12
    +155,09 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.967,25
    +126,50 (+1,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1671
    +0,0143 (+0,28%)
     

Ambev tem lucro acima do esperado no 1º tri, com crescimento dos volumes de cerveja

(Reuters) - O lucro líquido da cervejaria Ambev subiu 29,1% no primeiro trimestre de 2022 em relação a igual período do ano passado, diante do aumento dos volumes, impulsionado pelas unidades no Brasil e na América do Sul, disse a empresa nesta quinta-feira.

O lucro líquido ficou em 3,53 bilhões de reais entre janeiro e o fim do março, acima da estimativa de 2,79 bilhões de reais, segundo dados compilados pela Refinitiv. O desempenho também foi alavancado pelo resultado financeiro da companhia.

"Entregamos crescimento de volume e Ebitda (resultado operacional), apesar da volatilidade da indústria em diversos mercados e de os custos continuarem sob pressão", disse o presidente-executivo da Ambev, Jean Jereissati, em comunicado.

A receita líquida trimestral da Ambev subiu 10,8% ano a ano, para 18,44 bilhões de reais, ligeiramente acima da estimativa média de mercado de 18,03 bilhões de reais.

Os volumes cresceram 3,6%, um número que a Ambev, subsidiária da belga Anheuser-Busch InBev, considerou positivo, dada a nova onda de infecções por Covid-19 impulsionada pela variante Ômicron e o adiamento dos desfiles de carnaval do Brasil para o segundo trimestre.

O resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado aumentou 3,7% no trimestre ante um ano antes, para 5,52 bilhões de reais, praticamente em linha com as projeções, mas a margem Ebitda ajustada caiu 2 pontos percentuais, a 30%.

"Como esperado, as pressões de custo... devido aos aumentos do preço das commodities já previstos", disse a Ambev em comunicado.

(Por Gabriel Araujo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos