Mercado fechado
  • BOVESPA

    104.466,24
    +3.691,67 (+3,66%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.927,38
    +920,22 (+1,84%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,42
    +1,85 (+2,82%)
     
  • OURO

    1.769,70
    -14,60 (-0,82%)
     
  • BTC-USD

    56.886,31
    -165,81 (-0,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.450,10
    +11,22 (+0,78%)
     
  • S&P500

    4.577,10
    +64,06 (+1,42%)
     
  • DOW JONES

    34.639,79
    +617,75 (+1,82%)
     
  • FTSE

    7.129,21
    -39,47 (-0,55%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    16.012,00
    +142,25 (+0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3858
    -0,0610 (-0,95%)
     

Amazon usará serviços de espionagem no Reino Unido

·2 min de leitura
Las Vegas,Nevada, United States - June 18, 2020: Amazon fulfillment center exterior shot in North Las Vegas Nevada USA . Amazon is the most famous on-line shopping company in the world.
Las Vegas,Nevada, United States - June 18, 2020: Amazon fulfillment center exterior shot in North Las Vegas Nevada USA . Amazon is the most famous on-line shopping company in the world.
  • Agências de espionagem do Reino Unido fecharam parceria com a Amazon;

  • Parceria diz respeito ao armazenamento de dados secretos no Amazon Web Services;

  • Ideia das agências é usar análise de dados e inteligência artificial para espionagem; 

As três agências de espionagem do Reino Unido (MI5, MI6 e GCHQ) contrataram a Amazon Web Services (AWS), serviço em nuvem da Amazon, para hospedar material classificado em um acordo que visa aumentar o uso de análise de dados e inteligência artificial para espionagem, de acordo com informações do jornal britânico Financial Times.

Além das três agências de espionagem britânicas, outros departamentos governamentais também devem tirar proveito do sistema, como o Ministério da Defesa do Reino Unido. A ideia das agências é usar o serviço em nuvem para impulsionar a análise de dados e uso de inteligência artificial para melhora da espionagem. 

Leia também:

O acordo, segundo o Financial Times, em valores não-oficiais, gira em torno de entre £500 milhões (cerca de R$ 3,5 bi) e £1 bilhão (cerca de R$ 7,2 bi) que a Amazon nos próximos 10 anos com o acordo. Procuradas pelo jornal, as agências e a Amazon se recusaram a comentar sobre a nova parceria, que será concretizada a partir dessa década.

Outra grande discussão no Reino Unido, segundo o jornal, é com preocupações sobre a soberania nacional britânica, uma vez que uma grande quantidade dos dados mais secretos do Reino Unido serão hospedados por uma única empresa de tecnologia dos Estados Unidos. Porém, de acordo com fontes ouvidas pelo Financial Times, todos os dados das agências serão mantidos na Grã-Bretanha. 

A decisão do Reino Unido de contratar uma empresa norte-americana surpreendeu alguns especialistas ouvidos pelo Financial Times. O GCHQ inicialmente queria encontrar um provedor de nuvem no Reino Unido, mas "ficou claro que nos últimos anos que as empresas nacionais não seriam capazes de oferecer a escala ou os recursos necessários", segundo fontes.

Desde o início do ano, os serviços de espionagem do Reino Unido começaram a usar inteligência artificial para identificar padrões em grandes volumes de dados e, assim, puderam combater casos de pedofilia e diminuir notícias falsas, por exemplo. A GCHQ começou a usar nos últimos anos inteligências artificiais para traduzir conteúdos e agilizar algumas operações, mas percebeu que a tecnologia pode ser aplicada de diversas formas, como usar a ferramenta em outras categorias de crimes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos