Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    34.651,43
    -3.769,97 (-9,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Amazon, Twitter e outras empresas cancelam participação presencial na CES 2022

·2 min de leitura

A próxima edição da Consumer Eletronics Show (CES) deverá ficar esvaziada por causa das novas ondas de covid-19 nos Estados Unidos. A lista de empresas que não vão participar do evento presencialmente já inclui marcas relevantes como Amazon, Twitter, Meta, Pinterest, entre outras.

Na última quinta-feira (16), o CEO da operadora T-Mobile Mike Sievert também anunciou que a companhia não terá participação física no evento — ele era um dos palestrantes anunciados pela organização, mas afirmou que não poderá viajar até Las Vegas, cidade em que o encontro está marcado.

Já a Amazon afirmou que não estará no evento por conta da "incerteza relacionada a uma situação que muda rapidamente por causa da disseminação da variante Omicron" — a Ring, subsidiária para produtos de casa inteligente, também não estará na CES 2022.

Além disso, grandes portais da imprensa especializada também já afirmaram que não levarão repórteres às exposições, como é o caso do The Verge, CNET, Engadget, TechRadar, TechCrunch e Tom's Guide.

Enquanto isso, outras companhias avaliam formas de participar da CES de maneiras alternativas. De acordo com o conhecido portal Bloomberg, marcas como AMD e Samsung estão planejando uma presença limitada, enquanto Nvidia e LG terão apenas eventos virtuais com o auxílio de realidade aumentada.

A Sony afirmou que pretende comparecer normalmente "até segunda ordem", situação semelhante com a do Google (Alphabet) — porém, as decisões podem ser alteradas até o início do evento.

CES 2022 não deve ser cancelada

CES 2020 aconteceu pouco antes da explosão da pandemia (Imagem: Divulgação/Consumer Technology Association)
CES 2020 aconteceu pouco antes da explosão da pandemia (Imagem: Divulgação/Consumer Technology Association)

A organização da CES já afirmou que os planos relacionados ao evento deverão seguir em frente como está planejado. Em entrevista recente, um executivo afirmou que "existe um foco em permanecer com o show de forma segura, com os protocolos corretos que farão com que os presentes se sintam confortáveis".

Em retrospectiva, a CES 2021 ocorrida no início deste ano foi a primeira a acontecer de forma completamente virtual, num momento em que os níveis de vacinação ainda eram bastante baixos, até mesmo nos Estados Unidos. A edição anterior aconteceu cerca de dois meses antes da explosão da pandemia, portanto ainda foi feita sem cuidados sanitários.

Enquanto isso, o Mobile World Congress (MWC), outro evento bastante relevante no mundo da tecnologia, foi cancelado em 2020 e teve participação física esvaziada em 2021. Até o momento, os encontros de 2022 estão mantidos e marcados para acontecer entre os dias 28 de fevereiro e 3 de março, em Barcelona.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos