Mercado fechado
  • BOVESPA

    99.621,58
    -969,83 (-0,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.061,61
    -373,84 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,35
    -0,43 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.821,80
    +4,30 (+0,24%)
     
  • BTC-USD

    20.050,71
    -202,68 (-1,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    431,08
    -8,59 (-1,95%)
     
  • S&P500

    3.818,83
    -2,72 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    31.029,31
    +82,32 (+0,27%)
     
  • FTSE

    7.312,32
    -11,09 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    21.996,89
    -422,08 (-1,88%)
     
  • NIKKEI

    26.732,03
    -72,57 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    11.677,00
    -14,00 (-0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4302
    +0,0196 (+0,36%)
     

Amazon: quem vende no Brasil poderá enviar produtos para outros países

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Amazon: Empresa dará apoio a vendedores que quiserem internacionalizar seus negócios. (Getty Images)
Amazon: Empresa dará apoio a vendedores que quiserem internacionalizar seus negócios. (Getty Images)
  • Amazon: vendedores do Brasil poderão exportar produtos;

  • Anteriormente, iniciativa era restrita a convidados;

  • Medida faz parte do pacote de novidades anunciado pela companhia.

Os vendedores que anunciam seus produtos na Amazon Brasil poderão, a partir desta terça-feira (7), exportá-los para outros países. A possibilidade ocorre graças à expansão do programa Vendas Internacionais, até então restrito para convidados desde seu lançamento, em outubro de 2021.

Para que os anunciantes consigam internacionalizar seus negócios, a Amazon oferecerá ferramentas de venda e divulgação, além de apoio de infraestrutura logística para armazenar e entregar os produtos em outros países. Também haverá auxílio em todas as etapas de venda, frete e certificação, caso seja necessária.

Conforme divulgado pelo O Globo, as empresas que optarem pelo sistema da Amazon precisam cumprir com alguns critérios e certificações norte-americanas, já que é nos Estados Unidos onde fica a central logística da Amazon. As mercadorias brasileiras são enviadas para lá e somente depois encaminhadas para outros países.

Novidades

A expansão do Vendas Internacionais faz parte de um pacote de medidas anunciado pela Amazon nesta terça-feira. Entre elas, está a inclusão de vendedores do Rio de Janeiro e Paraná no FBA (Fullfilment by Amazon), programa que deixa nas mãos da companhia todo o processo de entrega de um produto, desde armazenamento e empacotamento até envio e atendimento ao cliente.

O Delivery by Amazon também chegará a mais lugares, contemplando mais de mil cidades em dez estados e Distrito Federal. O programa, criado no ano passado, faz com que a empresa colete os produtos no endereço escolhido pelo vendedor, permitindo custos mais baixos e entregas mais rápidas.

Há ainda a criação do Indique e Ganhe, em que a Amazon vai dar até R$ 200 para o vendedor que fizer indicação de outro para abrir a sua loja no site.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos