Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,35
    +0,08 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.867,50
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    43.860,70
    -2.198,36 (-4,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.195,01
    -2,91 (-0,24%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.032,85
    -10,76 (-0,15%)
     
  • HANG SENG

    28.194,09
    +166,49 (+0,59%)
     
  • NIKKEI

    27.824,83
    -259,67 (-0,92%)
     
  • NASDAQ

    13.314,50
    +11,00 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4102
    +0,0062 (+0,10%)
     

Amazon mira rivais com plano de serviço de montagem de móveis

Spencer Soper
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A Amazon.com testa um serviço premium que permite aos clientes optarem pela montagem dos móveis ou eletrodomésticos assim que são entregues, segundo pessoas a par do plano.

A medida, se adotada em larga escala, ajudaria a maior varejista online do mundo a competir de forma mais eficaz com a Wayfair, Best Buy, Home Depot e Lowe’s, que oferecem opções semelhantes.

A Amazon planeja lançar o serviço no estado da Virgínia e em dois outros mercados, disse uma das pessoas, que pediu anonimato. A empresa atualmente oferece entrega programada de grandes itens - como beliches e esteiras - para um cômodo específico da casa de um cliente. Mas os clientes costumam ficar desapontados quando os entregadores deixam as compras desmontadas em grandes caixas.

A Amazon não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

O novo serviço exige que os motoristas desembalem e montem os itens, retirem a embalagem e levem o item de volta se o cliente não estiver satisfeito, segundo apresentação revisada pela Bloomberg. Anteriormente, os clientes tinham que agendar um fornecedor diferente em outro horário para montar o produto, supondo que a oferta do serviço estivesse disponível.

Um vídeo de treinamento mostra a entrega de um conjunto de cama e colchão, além de um sofá e pufe, que são bastante simples de montar. Os motoristas poderiam ser treinados para instalar aparelhos como máquinas de lavar, secar e lava-louças, segundo uma das pessoas, o que representa uma ameaça específica para Home Depot, Lowe’s Cos e Best Buy, que também comercializam eletrodomésticos com serviços de instalação.

A nova oferta simplifica o atual Amazon Home Services, disponível em um número limitado de cidades e que permite aos clientes contratarem terceirizados por meio do site da empresa para montar móveis ou instalar ventiladores de teto e televisores de parede, por exemplo. O novo serviço foi projetado para tornar a entrega mais conveniente, barata e fácil de gerenciar para a Amazon, disse uma das pessoas.

A demanda por itens maiores, como mesas e cadeiras de escritório, aumentou durante a pandemia com milhões de pessoas confinadas em casa. Os clientes agora também se sentem mais à vontade para comprar itens caros online, já que antes preferiam ir a uma loja onde pudessem se deitar nas camas ou sentar nos sofás.

As vendas online de móveis e utensílios domésticos subiram 41% em 2020, para US$ 36,1 bilhões, segundo a Coresight Research. As vendas devem continuar crescendo neste ano, embora de forma mais lenta, para US$ 37,3 bilhões. O aumento na demanda por grandes itens causou acúmulo de entregas e atrasos de semanas, criando uma oportunidade para a Amazon promover sua reputação de entrega rápida nesse segmento, como de móveis.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.