Mercado abrirá em 1 h 26 min
  • BOVESPA

    107.005,22
    +758,07 (+0,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.289,91
    +895,88 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,45
    +0,24 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    30.327,55
    +1.079,24 (+3,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    676,15
    +23,92 (+3,67%)
     
  • S&P500

    3.900,79
    -22,89 (-0,58%)
     
  • DOW JONES

    31.253,13
    -236,94 (-0,75%)
     
  • FTSE

    7.437,29
    +134,55 (+1,84%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    12.040,50
    +162,25 (+1,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2203
    +0,0015 (+0,03%)
     

Amazon enfrenta reclamação de conselho por demissão de trabalhadores

·1 min de leitura
National Labor Relations Board está se preparando para apresentar uma queixa contra a Amazon alegando que a empresa demitiu ilegalmente um trabalhador em um de seus depósitos em Nova York. (Tommaso Boddi/Getty Images for 10K Projects) (Getty Images for 10K Projects)
  • Amazon está na mira de órgão trabalhista dos Estados Unidos

  • Funcionário do NLRB afirmou uma alegação de que a Amazon demitiu ilegalmente um trabalhador

  • Ex-funcionário da Amazon estava organizando um sindicato e acabou demitido

O National Labor Relations Board está se preparando para apresentar uma queixa contra a Amazon alegando que a empresa demitiu ilegalmente um trabalhador em um de seus depósitos em Nova York, a menos que a empresa resolva o caso primeiro. A questão é se Daequan Smith, um organizador da recém-formada Amazon Labor Union (Organização trabalhista da Amazon) (ALU), foi demitido por tentar se organizar.

Leia mais

Conforme relatado pela primeira vez pela Bloomberg, a porta-voz do NLRB, Kayla Blado, confirmou na sexta-feira (21) que a diretora regional da agência, Kathy Drew King, determinou que as alegações da ALU de que Smith foi demitido ilegalmente tinham mérito e emitiria uma queixa se o caso não fosse resolvido. “A queixa alegaria uma demissão por causa do sindicato e outras atividades concertadas protegidas, entre outras alegações”, disse Blado.

National Labor Relations Board está se preparando para apresentar uma queixa contra a Amazon alegando que a empresa demitiu ilegalmente um trabalhador em um de seus depósitos em Nova York. (REUTERS/Ahmed Gaber)
National Labor Relations Board está se preparando para apresentar uma queixa contra a Amazon alegando que a empresa demitiu ilegalmente um trabalhador em um de seus depósitos em Nova York. (REUTERS/Ahmed Gaber)

Amazon não deu resposta sobre o caso

A ALU está aguardando uma audiência sobre sua petição para realizar uma eleição sindical em quatro armazéns da Amazon em Staten Island. Smith era um trabalhador em um dos armazéns de Staten Island, e a ALU twittou na sexta-feira que, desde que o demitiu, Smith ficou desabrigado. O NLRB tem autoridade para reintegrar trabalhadores demitidos por organização, mas ainda não está claro se o faria neste caso.

O NLRB ordenou que a Amazon refaça uma eleição sindical em seu depósito em Bessemer, Alabama, depois de descobrir que a empresa interferiu na primeira eleição em abril de 2021. Esse refazer, que será realizado pelo correio e supervisionado pelo NLRB, começa em 4 de fevereiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos