Mercado fechado

Amazon comprará estúdio MGM por US$ 8,45 bilhões

·2 minuto de leitura
(Arquivo) Torre da MGM em Los Angeles

A Amazon vai comprar o histórico estúdio de Hollywood MGM por 8,45 bilhões de dólares, anunciou nesta quarta-feira (26) a gigante americana do comércio virtual, que passará a contar com um amplo catálogo para crescer no mundo do streaming.

As duas partes "concluíram um acordo de fusão definitiva com base no qual a Amazon vai adquirir a MGM por um preço de compra de 8,45 bilhões de dólares", anunciou a empresa.

Esta é a segunda maior aquisição da história da Amazon, após a compra da rede de supermercados americana Whole Foods por 13,7 bilhões de dólares em 2017.

"MGM tem quase um século de história cinematográfica e complementa o trabalho da Amazon Studios, que se concentra principalmente na produção de programas para TV", completa o comunicado da empresa.

"O verdadeiro valor financeiro por trás do negócio é o tesouro da propriedade intelectual do catálogo profundo que planejamos reimaginar e desenvolver junto com a talentosa equipe da MGM", afirmou Mike Hopkins, vice-presidente sênior do Prime Video e Amazon Studios.

A Amazon destaca que ajudará "a preservar a herança e o catálogo de filmes da MGM, e oferecerá a seus clientes um acesso maior a suas obras existentes".

Como muitos estúdios americanos, a MGM sofreu muito com a pandemia de covid-19 e o fechamento prolongado das salas de cinema de todo o mundo.

Com lançamento inicialmente previsto para março de 2020, o filme mais recente de James Bond, "007 - Sem Tempo para Morrer", foi adiado diversas vezes e deve chegar aos cinemas a partir de 30 de setembro.

O acordo reforça a posição da Amazon Prime Video, que disputa espaço com Netflix e outras empresas em um mercado de rápida evolução, com quase 4.000 filmes e 17.000 produções para televisão.

Dt/jul/oaa/lda/gm/fp