Mercado abrirá em 1 h 9 min
  • BOVESPA

    126.285,59
    +1.673,56 (+1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.344,11
    +433,58 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,77
    +0,38 (+0,52%)
     
  • OURO

    1.831,70
    +27,10 (+1,50%)
     
  • BTC-USD

    39.752,42
    -926,20 (-2,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    932,09
    +2,16 (+0,23%)
     
  • S&P500

    4.400,64
    -0,82 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.930,93
    -127,59 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.077,35
    +60,72 (+0,87%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.782,42
    +200,76 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    14.984,25
    -27,25 (-0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0814
    +0,0229 (+0,38%)
     

Amazon compra app de mensagens criptografadas Wickr

·2 minuto de leitura
Amazon compra app de mensagens criptografadas  Wickr
Amazon compra app de mensagens criptografadas Wickr

A Amazon anunciou nesta quinta-feira (25/06) a compra do app de mensagens criptografadas Wickr. Os termos da aquisição, bem como o valor pago pela empresa de Jeff Bezos, não foram divulgados nesse momento.

De acordo com o vice-presidente da Amazon, Stephen Schmitd, a Wickr é uma empresa que está em atividade desde 2012 e busca desenvolver soluções de comunicação criptografada de ponta a ponta de maneira segura. Com a compra, o app de mensagens passa a ser um dos principais concorrentes do app Signal como uma alternativa ao domínio de gigantes como o WhatsApp e o Telegram no mercado.

Apesar disso, ainda não está claro se o foco da aquisição da Amazon está na expansão do serviço utilizado pelo app de mensagens ou no uso de sua tecnologia para aprimorar outros produtos da companhia. Ainda segundo o vice-presidente do grupo, por enquanto, os usuários atuais do Wickr não devem sentir mudanças significativas no serviço prestado pelo aplicativo.

Crescimento e polêmicas envolvendo a empresa

A aquisição do aplicativo de mensagens faz com que a Amazon se torne ainda maior perante o mercado de tecnologia, fornecendo serviços que vão desde o tradicional modelo e-commerce, além das produções de entretenimento do Prime Video e Prime Music e, agora, nas aplicações de mensagens.

Apesar do crescimento, nem tudo são flores para a empresa. Recentemente a Amazon foi alvo de um escândalo no Reino Unido após funcionários confirmarem que cerca de 1300 produtos novos são descartados e destruídos semanalmente pela empresa em países como a Dinamarca e a Inglaterra.

Além disso, ao lado do Google, o grupo também é alvo de investigações pela divulgação de resenhas falsas em suas plataformas. De acordo com a Autoridade de Concorrência e Mercados da Grã-Bretanha (CMA), as empresas não teriam feito o suficiente para restringir avaliações de produtos vendidos em suas plataformas, permitindo que vendedores manipulassem análises para serem positivas.

Via The Verge

Imagem: Sundry Photography/iStock

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos