Mercado abrirá em 2 mins

Amapá deve viver racionamento de energia até 26 de novembro, informa concessionária

·1 minuto de leitura
MACAPA, BRAZIL - NOVEMBER 08: A general view of the 230/69 kV Macapa substation during a blackout due to a fire on November 8, 2020 in Macapa, Brazil. The substation located in the North Zone of Macapa undergoes maintenance after a fire that has left 89% of the state of Amapa (about 765 thousand people) without electricity since Tuesday the 3rd. There is a lack of running water in the city and ATMs and card machines do not work and only gas stations with a generator are able to operate. (Photo by Luiza Nobre/Getty Images)
Transformador que está sendo transportado vai substituir equipamento que foi danificado (Foto: Luiza Nobre/Getty Images)

Nesta sexta-feira, 13, a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informou que o estado ainda deve viver pelo menos mais 13 dias de racionamento de energia, até 26 de novembro.

Esse é o tempo necessário para que chegue em Macapá um transformador, que está na subestação de Laranjal do Jari, que fica no sul do estado, a 265 quilômetro da capital. O racionamento no estado começou em 3 de novembro depois de um incêndio em uma subestação que mandava energia para todo Amapá.

Segundo Marcos Pereira, diretor-presidente da Companhia de Eletricidade do Amapá, houve um problema no transporte do transformador. "O racionamento tem uma previsão até o transformador ser colocado na subestação. A gente tem uma previsão por volta do dia 26. Ontem teve problema no transporte, a balsa que levava até lá não estava dimensionada. Temos essa informação via acompanhamento dessa situação", explicou.

A CEA ainda afirmou que o governo federal ainda deverá confirmar o novo prazo. Antes, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, havia anunciado que o restabelecimento total da energia no estado aconteceria no fim de semana. A Justiça havia determinado que a energia deveria voltar totalmente até quinta-feira, 12, mas o prazo não foi cumprido.

Leia também

Entre os 16 municípios amapaenses, 13 passam por problemas de fornecimento de energia. Atualmente, as cidades vivem um rodízio de abastecimento. O transformador que chegará em 13 dias vai substituir o equipamento danificado na subestação do estado.

A subestação operava no limite há dois anos, mas nada foi feito a respeito.