Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    53.865,12
    -877,86 (-1,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,81 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3151
    +0,0769 (+1,23%)
     

América do Norte compensa margens fracas da Marfrig no Brasil

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- O lucro da Marfrig Global Foods foi impulsionado pelo resultado recorde da subsidiária National Beef Packing nos Estados Unidos, o que compensou as baixas margens no Brasil, maior exportador mundial de carne bovina.

Most Read from Bloomberg

A empresa divulgou receita líquida recorde no terceiro trimestre, acima da estimativa mais alta entre analistas consultados pela Bloomberg, enquanto o lucro líquido ficou ligeiramente abaixo do consenso. Os ganhos da National Beef mais do que dobraram em relação ao ano anterior.

A quarta maior processadora de carne bovina dos EUA conseguiu driblar a escassez de mão de obra e manter todas as unidades de abate funcionando a plena capacidade, disse Tim Klein, CEO da National Beef, em entrevista na terça-feira. As margens no quarto trimestre podem cair, já que o consumo de carne bovina costuma ser mais fraco no período, mas deve se manter acima da média, disse o executivo.

Os fortes resultados na América do Norte compensaram as baixas margens na América do Sul, principalmente devido aos altos custos do gado e fraca demanda no Brasil. A situação piorou em setembro em meio à suspensão das exportações de carne bovina brasileira para a China, devido ao registro de dois casos “atípicos” da doença da vaca louca. O comércio está suspenso há cerca de 50 dias.

Para driblar o problema, a Marfrig redirecionou os embarques para a China para suas unidades no Uruguai e na Argentina, além de conceder férias coletivas em algumas plantas no Brasil, disse Miguel Gularte, diretor-presidente da Marfrig, na mesma entrevista. A empresa também aumentou as vendas de produtos industrializados e com marca para proteger suas margens no período.

A queda das exportações reduziu os custos do gado, sinalizando que as margens podem se recuperar. “Estamos nos aproximando de um equilíbrio entre os preços do gado e da carne bovina no Brasil”, disse Gularte.

Neste trimestre, a empresa está operando com cautela, evitando compromissos de longo prazo para ter condições de atender a China rapidamente quando as exportações forem liberadas, disse Gularte nesta quarta-feira em teleconferência.

A Marfrig também conseguiu driblar a falta de contêineres que prejudicou os resultados no segundo trimestre, mas Gularte alerta que a oferta dos equipamentos ainda não está normalizada, o que deve ser um ponto de atenção para o momento de retomada das exportações.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos