Mercado abrirá em 3 h 59 min
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,24
    -0,15 (-0,40%)
     
  • OURO

    1.882,00
    +2,80 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    13.137,25
    -104,71 (-0,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    260,09
    -12,60 (-4,62%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.570,29
    -138,51 (-0,56%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.234,75
    +102,00 (+0,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7306
    -0,0038 (-0,06%)
     

Alvo de campanha de difamação, Freixo nega ter lamentado morte de Elias Maluco

Anita Efraim
·2 minutos de leitura
Congressman Marcelo Freixo attends a mass on the first anniversary of the murder of Councilwoman Marielle Franco  in Rio de Janeiro on March 14, 2019. - Franco was a black gay rights activist who was an outspoken critic of police brutality and defender of the poor. A year after her murder shocked Brazil, two police officers were arrested in the case, but the motivation of the crime remains unknown. (Photo by CARL DE SOUZA / AFP)        (Photo credit should read CARL DE SOUZA/AFP via Getty Images)
Deputado federal Marcelo Freixo acusou bolsonaristas de propagarem notícias falsas sobre ele (Foto: Carl de Souza/AFP via Getty Images)

O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) negou que tenha lamentado a morte do traficante Elias Maluco, encontrado morto na última terça-feira, 22. Nas redes sociais, opositores de Freixo forjaram uma postagem em que ele chama o criminoso de “grande amigo, grande ídolo”.

“Mais uma vez a redes criminosa de fake news bolsonarista está espalhando mentiras sobre mim. Esse tuíte é falso e estou acionando a polícia para que seus autores sejam acionados e punidos”, escreveu Freixo nas redes sociais.

“Não podemos admitir que política seja feita com base em calúnia e difamação”, declarou. Freixo ainda pediu para que os usuários do Twitter que virem a postagem falsa denunciem.

Após o tuíte falso elogiando Elias Maluco, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) passaram a atacar o deputado sob a justificativa de estar defendendo um criminoso.

Leia também

No tuíte falso atribuído a Freixo, o texto diz: “Irei cobrar uma rigorosa investigação quanto aos fatos que levaram à sua morte numa cela de um presídio federal”. Bolsonaristas compararam o suposto pedido às demandas da esquerda e de Freixo sobre a investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco e do morotista dela, Anderson Gomes.

Assassinados em março de 2018, até o momento não houve conclusão sobre quem foram os mandantes da morte. Ronnie Lessa e Élcio Queiroz estão presos, suspeitos de terem sido contratados para executar o assassinato.